Sexo Sem Dúvida

Massagem Sensual – Reconexão com o próprio corpo

Massagem sensual

A massagem sensual é conhecida entre nós como “massagem tântrica” e tem como proposta ajudar as pessoas a se reconectarem com o próprio corpo, com a vitalidade que existe nele, com a capacidade de pulsar e vibrar, como tudo que é vivo vibra.

Essa reconexão acorda os sentidos e amplia a percepção, tornando o indivíduo um ser mais integrado, mais conectado com seu coração e com a sua capacidade de sentir prazer.

Leia também:

Os hormônios do nosso corpo

Em estado de repouso e de tranquilidade o corpo produz hormônios (neurotransmissores) do bem estar como serotonina, e endorfinas (mais abundantes durante o sono) que acionam mecanismos de cicatrização, restauração e renovação de células e tecidos, enquanto que em situações estressantes predomina a adrenalina que dá ao corpo energia para fugir ou lutar.

O toque

Quando alguém é tocado e esse toque proporciona prazer o corpo produz oxitocina que é um neurotransmissor que libera os chamados hormônios do bem estar.

A Massagem Sensual (e genital) proporciona prazer prolongado e despreocupado. Além de consumir calorias, seu efeito residual (após a massagem) estimula as defesas do organismo, retarda o envelhecimento, reequilibra o metabolismo, embeleza, aumenta a autoestima, acalma a mente e beneficia o estado emocional.

Esta técnica de toques suaves tem uma ação terapêutica que permite dissolver bloqueios, traumas e repressões, promovendo assim a liberação das emoções, ao mesmo tempo em que também é uma ferramenta de acesso aos estados de profundo êxtase.

Esta é uma experiência de cura, de intenso prazer. A sensibilidade fica mais acurada, o entusiasmo pela vida é despertado.

A massagem genital e a indução ao orgasmo são opcionais e nem sempre necessárias, pois a sensação e a energia remanescentes podem resultar mais intensas nesses casos.

Benefícios da massagem sensual para as mulheres:

Veja como fazer: Como fazer uma massagem Yoni em 7 passos

Benefícios da massagem sensual para os homens:

Sair da versão mobile