É muito difícil lidar com a infertilidade, querer gerar um filho e saber que isso não será possível. Dói muito ver seu sonho se esvaindo. Os sentimento são de angústia, raiva, decepção e frustração.

Neste momento a pessoa precisa de um apoio emocional para descobrir que ainda existem novos caminhos para serem trilhados e novas portas esperando para serem abertas.

Quando você não consegue gerar seu próprio bebê é muito difícil acompanhar gestações de amigos ou familiares, responder inúmeras perguntas, principalmente sobre quando terá filhos.

Leia também:

Transitar por ambientes infantis, festas de aniversários, batizados, por exemplo, são episódios que esbarram em uma ferida aberta, ainda bem longe da cicatrização. Acontecimentos comuns da rotina para os demais, mas não para quem descobriu que não poderá gerar um filho biológico.

O apoio psicológico ajudará neste sofrimento, proverá alívio as dores através do recurso da fala. Poderão ser trabalhadas outras maneiras de criar uma família e de tornar-se pais e mães.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Na terapia para casos de infertilidade serão acompanhadas as seguintes fases:

Negação – quando a pessoa tem muita dificuldade de aceitar o diagnóstico e sente que isso não pode estar acontecendo, por vezes, pensando até mesmo em continuar os tratamentos por acreditar que ainda pode existir a possibilidade de engravidar.

Raiva – nesta fase existe uma grande revolta, uma indignação com a vida e com o destino, sempre permeado pela pergunta: por que eu?

Depressão – profunda tristeza, sentimento de fracasso e dificuldade em vislumbrar uma forma de seguir a vida.

Aceitação – quando então, a pessoa está pronta para aceitar dentro de si que a maneira convencional de engravidar não será possível.

Reorganização – O trabalho psicológico será um grande aliado na reformulação da vida e no reencontro de novas possibilidades.

Se você está passando por uma situação semelhante a esta, não deixe de buscar ajuda. A Psicologia está aí para isto, e os profissionais Especialistas em sexualidade preparados para atender você.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(1 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Ana Luiza Costa
Ana Luiza Costa

Ana Luiza é Psicóloga (CRP 08100/87). Especialista em Sexualidade Humana pela Universidade Federal de São Paulo USP/SP. Terapeuta Sexual, Formada em Terapia de Casal pelo Instituto de Terapia e Centros de Estudos da Família INTERCEF/PR. Mais de 12 anos de experiência clínica no tratamento das principais disfunções sexuais.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Tudo o que você precisa saber sobre o clitóris

Close