Como identificar um comportamento transexual na criança?

Pergunta extremamente difícil, bem como momento conflituoso entre os pais, que tem dificuldade de saber até onde devem “tolir” ou impedir que um filho ou filha brinque com objetos do outro gênero na ilusão de “controlar” e reduzir os danos de um possível caso de transexualidade.

Alguns sinais devem ser percebidos, tais como:

  1. A criança que não brinca ou afirma que é do gênero oposto em praticamente todas as situações de seu cotidiano.
  2. Sendo, desta forma, um comportamento persistente e duradouro.
  3. Sofre emocionalmente cada vez que é lembrada da existência de seu sexo anatômico.
  4. Nega de forma persistente adereços e boa parte do que é culturalmente indicado para seu sexo anatômico.
  5. Passa por situações de preconceito na escola, sem nem entender o motivo claro destes episódios.
  6. Prefere permanecer em brincadeiras e jogos infantis com crianças do gênero oposto de seu nascimento.

O que fazer?

Ir à busca de psicoterapia, tanto para a criança, quando para os pais, objetivando o entendimento desta situação, bem como o preparo da família para um futuro diagnóstico de transexualidade.

Ou seja, o ambiente familiar esclarecido e não cego para o que acontece na vida de sua criança, pode ser uma grande possibilidade de um futuro sólido para o indivíduo que possui uma identidade de gênero discordante de seu sexo anatômico, desde a infância.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(4 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Karlesy Stamm
Karlesy Stamm

Psicóloga pela Faculdade Evangélica do Paraná/PR. Especialista em Sexualidade Humana CRP 08/16133. Especialista em questões de gênero, transexualidade e mudança de sexo.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Sexo anal entre homens

26 de janeiro de 2015
Close