Muitas dúvidas ainda acometem as mulheres quando o tema é período fértil feminino.

Nessa semana mesmo recebi três dúvidas:

  1. Quando começo a contar meu ciclo para saber se estou no período fértil, é no início ou no final da menstruação?
  2. Tive relação sexual sem proteção no 10º dia, estou grávida?
  3. Estou tomando anticoncepcional, ainda tenho período fértil?

O ciclo menstrual regular costuma durar 28 dias. Porém, esse ciclo pode variar de 23 a 35 dias.

Primeiro é importante você se observar e saber qual é o seu ciclo. Faça anotações todos os meses de sua menstruação, assim você descobrirá.

A menstruação pode durar de 03 a 07 dias, a depender da mulher e do uso de anticoncepcional.

A contagem para calcular o período fértil feminino começa no primeiro dia da menstruação e dura até o início da menstruação seguinte.

Pensando no ciclo regular de 28 dias, a ovulação (que é a liberação do óvulo maduro) deverá ocorrer por volta do 14º dia após o primeiro dia da menstruação. O período fértil corresponde a 96 horas antes e depois desse dia.

Por que 96 horas ou 4 dias já que o óvulo pode ter uma sobrevida de 12h a 24h dentro das trompas? Porque os espermatozoides têm uma sobrevida maior que os óvulos, de 24h a 96h.

Então, o período fértil feminino é esse intervalo entre o 10º e o 18º dia após o início do ciclo menstrual.

A mulher que faz uso de anticoncepcional não tem período fértil, pois o uso da pílula faz com que ela não ovule e fique então protegida da gravidez durante o mês todo.

Mas é importante que o uso seja feito de forma regular, ou seja, todos os dias, no mesmo horário.

E a sua eficácia de 99% passa a valer a partir da segunda cartela, fazendo pelo menos o primeiro ciclo com anticoncepcional.

Sempre é válido lembrar da importância do uso da camisinha. Pois, a pílula protege apenas contra a gravidez e a camisinha é um método de barreira que protege da gravidez e também de Doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a Aids.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(1 avaliações, média: 4,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Mestre em Psicologia, Psicopedagoga, Sexóloga, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX. Terapeuta Cognitivo Sexual. Professora de pós graduação. Supervisora clínica. Delegada Estadual - Goiás 2020/2022 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade (@programaflorescer). Especialista do portal sexosemduvida.com Atua na área de psicologia clínica com adultos, terapia de casal e terapia sexual há mais de 20 anos e desenvolve trabalhos de palestras, cursos, consultoria e orientação em educação sexual para pais e mestres. Instagram: @psi_carolina_freitas.

Comentários

Como enlouquecer um homem na cama

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Como o câncer de mama afeta a sexualidade

Close