Sexo nunca foi, nem deveria ser, motivo de dor ou desconforto. Se dores na relação sexual estiverem aparecendo é sinal de que algo não está bem.

Mais comum em mulheres que em homens, a dor ou o desconforto durante a penetração acomete um número significativo de mulheres.

Para algumas, um ato que deveria ser sinônimo de prazer e desfrute é associado a um ato extremamente dolorido e desconfortável, sinal de que problemas físicos ou psicológicos estão presentes.

Se a penetração for possível, mas dores recorrentes e persistentes aparecerem, esta situação é identificada por Dispareunia (nome utilizado pela ciência).

Já, se houver dificuldade ou impedimento de penetração, por contração dos músculos da vagina, podendo levar até a impossibilidade de exame ginecológico, identificamos como Vaginismo.

Ambas têm na clínica de Sexologia possibilidades completas de tratamento.

Como é o tratamento para dor na relação sexual?

Para tratá-las se faz necessário inicialmente uma avaliação médica para verificação de presença de fungos, bactérias, lesões físicas, endometriose, tumores ou outras doenças que possam estar implicadas e, em paralelo, uma avaliação com um(a) Terapeuta Sexual (profissional especializado para tratamentos de problemas no sexo).

Indicado são os dois profissionais, porque se percebe que inúmeras mulheres que relatam dor durante o sexo estão fisicamente saudáveis mas tem outras interferências como medos, ansiedades, baixo desejo sexual, dificuldade de lubrificação, desentendimentos no casal, até experiências vivenciadas de violência sexual ou abuso, e estas e outras questões precisam ser tratadas com Psicoterapia, com um(a) profissional da Psicologia, mais precisamente com um especialista em Sexualidade Humana.

Quais os Sintomas?

Sofrendo interferências das questões psicológicas são comuns os relatos de que as dores durante a penetração se parecem com algo que queima, que rasga, ou que corta e que inclusive no momento do sexo, mas até horas depois dele, esta sensação pode continuar existindo. Mais um motivo para tratamento em clinica de Terapia Sexual.

Dor na relação sexual não é normal. Busque ajuda com um psicólogo terapeuta sexual e entenderás como solucioná-la.

Sexo é sinônimo de prazer!

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(1 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Marlon Mattedi

Psicólogo. CRP 12/03841. Terapeuta Sexual. Pós-graduado em Terapia Sexual pelo Instituto Brasileiro de Sexologia e Medicina Psicossomática de São Paulo (ISEXP/SP) e pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo/SP. Especialista em Sexualidade pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). Especialista em Orientação, Terapia Sexual e de Casal pela Fundação SEXPOL de Madrid-Espanha - Instituto vinculado a Sociedade Européia (FES) e a Associação Mundial para a Saúde Sexual (WAS). Secretário Geral da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH) Gestão 2016-2017 e co-fundador do Portal Sexosemduvida.com.

Comentários

Como enlouquecer um homem na cama

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Auto erotização aumenta a libido feminina

Close