O que seria o excesso de Masturbação?

Uma pergunta frequente é se masturbação em excesso faz mal.

Na verdade qualquer coisa em excesso faz mal. Mas o que seria o excesso?

Deve-se usar o bom senso. Por exemplo, quando a pessoa começa a deixar de fazer as coisas do dia a dia ou começa a recusar a relacionar com outras pessoas em função de uma única coisa, estes são alguns dos sinalizadores de exagero.

Leia também:

Diferença entre masturbação saudável e a compulsiva

Há a masturbação que visa à busca de prazer, a qual gera emoções agradáveis e desperta desejos, porém há aquela que caracteriza fraqueza ou carência do objeto sexual, que pode gerar isolamento, tornando-se, assim, um obstáculo para o desenvolvimento pessoal.

Quando a pessoa não consegue controlar o exagero pode-se entrar na compulsão.

Os compulsivos pela masturbação não conseguem ter controle e passam boa parte do dia pensando em se masturbar ou se masturbando, seja onde for.

Deixam de estudar, trabalhar e sair com os amigos para passar horas em função do seu prazer.

As pessoas compulsivas possuem dificuldades em colocar limite no seu prazer e precisam, quase sempre, de apoio de uma terapia sexual.

Cuidado para a compulsão não destruir o prazer

Por fim, saiba que a masturbação é uma conduta humana baseada em autodesenvolvimento, sua avaliação deve ser feita de forma pessoal e contextual, podendo ser considerada negativa somente no caso da compulsão, que alimenta um círculo vicioso e destrói o prazer.

No geral, a masturbação é a busca de autoconhecimento e prazer. Deve gerar emoções agradáveis e despertar desejos.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(17 avaliações, média: 4,53 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Psicopedagoga, Sexóloga, Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX, Delegada Estadual - Goiás biênio 2018/2019 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Por que algumas mulheres se bloqueiam em ter relações sexuais?

14 de dezembro de 2015
Close