De todas as possibilidades de comunicação entre seres humanos a pele está entre as mais importantes formas.

Somados aos gestos, as palavras e ao cheiro, é com a pele que ocorre a maior interação existente entre dois seres.

Nenhum ser humano vive sem contato sobre a pele.

Leia também:

Crianças que não são tocadas nos primeiros instantes da vida, não sobrevivem.

Adultos que não são tocados ou que tem dificuldades com o toque no próprio corpo encontram limitações na saúde, no sexo e na vida em vários âmbitos.

Seres humanos tocam-se desde os primeiros instantes em que vêm ao mundo.

Pouco importa se os toques entram pelo sexo, por uma massagem, por uma brincadeira de estimular a pele, ou alguma outra forma.

O importante é tocar e ser tocado. Referindo-se ao sexo na idade adulta, é pela pele a entrada de inúmeros estímulos.

Entre relações de casal, o toque muitas vezes é esquecido. Casais costumam ir para o ato sexual, com as mãos direcionadas aos órgãos genitais, parecendo que somente estes locais são passíveis de prazer, quando toda pele pode ser estimulada durante todos os momentos na intimidade.

Fato é, que toques saudáveis no corpo liberam cargas de inúmeros hormônios essenciais a saúde física e emocional.

É pela pele que em algumas partes do corpo liberamos feromônios, partículas químicas responsáveis por boa parte da excitação sexual que alcançamos e que podemos percebê-los por nosso nariz e nossa boca.

Em nenhum outro ato entre adultos, a pele é tão completamente envolvida como na relação sexual.

Sendo nosso maior órgão, é a pele também o espelho de nossas paixões e emoções.

Não podemos somente considerar o sexo como um alívio às nossas tensões, é preciso entendê-lo como um ato envolvente de saúde e comunicação entre dois seres.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(3 avaliações, média: 3,67 de 5)
Loading...
Show Full Content
Marlon Mattedi
Marlon Mattedi

Psicólogo. CRP 12/03841. Terapeuta Sexual. Pós-graduado em Terapia Sexual pelo Instituto Brasileiro de Sexologia e Medicina Psicossomática de São Paulo (ISEXP/SP) e pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo/SP. Especialista em Sexualidade pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). Especialista em Orientação, Terapia Sexual e de Casal pela Fundação SEXPOL de Madrid-Espanha - Instituto vinculado a Sociedade Européia (FES) e a Associação Mundial para a Saúde Sexual (WAS). Secretário Geral da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH) Gestão 2016-2017 e co-fundador do Portal Sexosemduvida.com.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Psicólogos Especialistas em Identidade Sexual

Close