A bebida alcoólica pode parecer um excelente incentivo para tornar a vida sexual mais atraente e estimulante, porém é exatamente o contrário que ocorre quando passamos para doses excessivas, podendo prejudicar o desempenho sexual.

A admiração, o amor e mesmo a atração sexual começa a perder sua força e entusiasmo quando o uso é abusivo.

O Álcool é a droga lícita mais consumida no Brasil, provoca danos sociais, embora apresentem diferenças culturais em relação a utilização e as suas finalidades (situações de frustrações ou até como forma de valorizar as conquistas).

Leia também:

O consumo excessivo da substância propicia maior expressão de comprometimento comportamental e emocional, bem como a alteração nas percepções do indivíduo, humor, sensações e até mesmo no próprio desejo.

O uso abusivo e/ou a dependência do álcool traz, reconhecidamente inúmeras repercussões negativas sobre a saúde física, psíquica e consequentemente o desgaste sexual é inevitável.

Assim, homens e mulheres são afetados desastrosamente na área da sexualidade.

Os efeitos da bebida são diferentes em homens e mulheres.

Em homens em consumo abusivo pode ao longo do tempo reduzir a capacidade de manter uma ereção satisfatória (broxar) e dificuldades de ejaculação.

Em mulheres o álcool pode interferir na parte orgásmica, promovendo anorgasmias (ausência de orgasmo) e desequilíbrio hormonal.

Todo cuidado quanto ao consumo de bebidas alcoólicas, o efeito delas compromete diversos fatores na vida, tanto em homens e mulheres ocasionando prejuízo em suas relações afetivas, físicas e psicológicas dentre outros.

Portanto, o consumo abusivo e crônico de álcool, pode ocasionar efeitos negativos sobre as fases da excitação e do orgasmo em homens e mulheres, utiliza-lo como forma de satisfazer suas necessidades, irá afasta-lo das suas reais necessidades, ou seja, é preciso abandonar o álcool e “acordar para realizar o desejo”.

“É escusado sonhar que se bebe; Quando a sede aperta, é preciso acordar para beber.” Sigmund Freud

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(2 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Divânia Lisboa Biganzoli

Psicóloga pelo Centro Universitário Santo André - UNIA. CRP 06/83704. Especialista em Sexualidade Humana e Terapia Sexual pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP/SP.

Comentários

Como enlouquecer um homem na cama

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Pílula do dia seguinte engorda?

Close