Para pensarmos a sexualidade no período da amamentação temos de compreender a sexualidade sem preconceitos ou moralismos.

Pensar em desejos. Sim, desejos, pois os seios têm dupla função, a maternal (alimentação e aconchego) e a erótica.

Já sabemos que amamentar é um ato de amor, que promove saúde para a mãe e para a criança. O que precisamos compreender agora que a amamentação pode também ser um ato de prazer.

Leia também:

Amamentação e a Libido

A pergunta: “as mulheres que amamentam realmente têm sua libido diminuída em relação às que não amamentam?” é bem recorrente.

Importante, assim, saber que existem interferências biológicas, mas os hormônios por si só não são definidores de baixa libido.

Acontece no organismo, a diminuição do estrogênio e da progesterona, que pode promover o ressecamento do canal vaginal e alterações na libido.

O aumento prolactina, que ajuda na produção de leite, porém promove a diminuição do desejo.

E, a ocitocina, que é o hormônio responsável pelo prazer é também o responsável pela ejeção do leite, que muitas vezes acontece no ato sexual.

A cultura

Existem, também, as questões culturais, que promovem tabus em torno da sexualidade da mulher. Essa dificuldade retrata nada mais que a dificuldade em lidar com o desejo feminino.

Encarar a realidade que a mulher pode sim ter prazer ao amamentar, que a mulher não precisa transitar no estancado binômio Santa e Puta, pode simplesmente ser mulher.

Outro ponto importante é a verdade de cada casal. A sexualidade do casal vai sofrer interferência pelas crenças no que cada um acredita ser a maternidade, a paternidade, o aleitamento materno, o pós-parto.

PUBLICIDADE

O que você gostaria de aprender?

Selecione a opção abaixo e receba a nossa orientação por e-mail

Muitos casais apresentam a dificuldade em lidar com o seio erótico x seio maternal. Sim, o seio é uma das zonas erógenas do corpo da mulher.

Mas não parem de amamentar por conta do erótico. Existem outras zonas de erotismo. O corpo todo é erótico!

Importante! Amamentar é coisa de pai e mãe! O que acontece no consultório? Recebo mulheres que não amamentam (por diversas razões) que têm baixa da libido no pós-parto.

Homens que criam juntos que também apresentam a libido diminuída. Mulheres que estão amamentando e apresentam alta libido.

Então, a baixa libido não acomete todas as mulheres que amamentam. Na verdade, depende dos diversos fatores acima apresentados.

Amamentar é um prazer por si só. O aumento da sensibilidade nas mamas e a sucção podem gerar excitação, bem como a retomada do interesse sexual.

Leia também:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(4 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Mestre em Psicologia, Psicopedagoga, Sexóloga, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX. Terapeuta Cognitivo Sexual. Professora de pós graduação. Supervisora clínica. Delegada Estadual - Goiás 2020/2022 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade (@programaflorescer). Especialista do portal sexosemduvida.com Atua na área de psicologia clínica com adultos, terapia de casal e terapia sexual há mais de 20 anos e desenvolve trabalhos de palestras, cursos, consultoria e orientação em educação sexual para pais e mestres. Instagram: @psi_carolina_freitas.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Poder feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Os 8 maiores fetiches masculinos e femininos

Close