Pênis torto é normal? Veja o que diz um especialista

É comum ter uma leve curvatura no pênis para direita ou para esquerda, para cima ou para baixo quando ele está ereto.

Essa curva aceitável pode ser causada por genética e fatores comportamentais como, por exemplo, a forma que homem coloca o pênis na cueca ou também pela forma que se masturba fazendo com que a curvatura possa variar com o tempo.

Geralmente até 30 graus é considerado normal, mas como ninguém vai ficar medindo os graus do pênis para saber se está dentro do padrões, como você vai saber se a curva está normal ou não?

Pênis torto deixa de ser normal quando a curvatura impede ou dificulta muito a penetração e/ou o homem tem dor durante a relação sexual, quando isso acontece o provável diagnostico é a doença de Peyronie.

Doença de Peyronie

É uma doença na qual o pênis se torna torto quando está duro, com ele mole você não verá a curva.

Geralmente acomete homens acima dos 40 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade.

Quais são os sintomas?

  • Placa ou nódulo
  • Uma curva no pênis quando ele está ereto
  • Dor no pênis quando está ereto
  • Diminuição do comprimento ou circunferência do pênis
  • Pênis parece deformado como uma ampulheta

Quais são as causas?

As causas ainda não são conhecidas, mas acredita-se que a doença de Peyronie ocorra depois de um trauma quando está ereto ou se dobrou durante a relação sexual causando lesões e futuras cicatrizes.

Qual o tratamento?

Se não existe dor ou uma curvatura que impeça a relação sexual, não precisa de tratamento.

Alguns recursos terapêuticos estão disponíveis como remédios e injeções de esteroides na área afetada, mas não existe comprovação cientifica nesses métodos.

Nos casos mais graves o tratamento é feito através com cirurgia, para remover as placas ou nódulos que estão causando a curvatura, mas recomenda-se esperar até um ano para ver se existe uma melhora natural com o tempo.

Curvatura do pênis

Doença do pênis torto congênito

Além da Doença de Peyronie existe também a Doença do pênis torto congênito que não causa dor, mas causa curvatura que atrapalham a relação sexual.

Geralmente os homens procuram ajuda entre os 18 e 30 anos porque a curvatura sempre esteve presente mas na adolescência quando o pênis começa a ficar ereto mais frequentemente e inicia a vida sexual é que o homem percebe que ela existe.

A diferença entre a Doença do pênis torto congênito e a doença de Peyronie

A diferença entre a Doença do pênis torto congênito e a doença de Peyronie é que, no pênis torto congênito a curvatura sempre existiu desde que o homem nasceu, e na doença de Peyronie ela aparece depois de algum tempo, não existia anteriormente e do nada, começou a aparecer.

Quando você deve se preocupar com a curvatura do pênis e procurar ajuda especializada?

Quando você tiver ou souber de alguém que tem uma curvatura que dificulta ou impede uma penetração e uma relação sexual dentro do esperado, é preciso buscar ajuda.

Leia também:

Fontes:

Glennia Goulart

Glennia Goulart é Fisioterapeuta e Psicóloga, Pós-graduada em fisioterapia na saúde da mulher e Pós-graduada em Sexualidade Humana.


Posts Relacionados: