Existem muitos mitos quando o tema é Sexo e um deles é o de que o ideal é a relação sexual que dure a noite toda.

Saiba que se tudo vai bem, ou seja, sua saúde sexual está boa, a relação sexual deve durar o tempo necessário ao prazer.

Essa mensuração pode causar além de insatisfação e decepção sexual, dificuldades sexuais. Porém, mantem-se a crença de que quanto mais tempo demorar melhor o sexo.

Leia também:

Para trabalhar de acordo com a realidade e diminuir as frustrações, em 2008, o Journal of Sexual Medicine divulgou uma pesquisa feita por terapeutas sexuais que afirma que o tempo médio de uma relação sexual é de 3 a 13 minutos.

Esta média vale para homens e mulheres trabalharem suas expectativas e também como norteador de diagnósticos de disfunções sexuais.

Pesquisa sobre o tempo de uma relação sexual

Ficou, assim, estabelecida a seguinte classificação:

  • Muito curto – 1 a 2 minutos;
  • Adequado – 3 a 7 minutos;
  • Desejável – 7 a 13 minutos;
  • Muito longo – 10 a 30 minutos.

Vale lembrar que aqui está retratada a relação sexual em si e não intimidade, o carinho, a atenção e o envolvimento para o sexo. Explico: o tempo da relação vai variar da disponibilidade, das fantasias e desejos do casal.

Cuidado com falsas expectativas, o que vale numa relação sexual não é o tempo em si, mas o envolvimento e o prazer.

Se você está preocupado apenas com a sua performance sexual (tempo, intensidade, frequência) saiba que isto refletirá diretamente no seu prazer sexual.

O êxtase não tem como ser mensurado nem quantificado. Deleite-se e divirta-se!

Assista abaixo o bate papo Sexo Sem Dúvida, sobre o assunto:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(17 avaliações, média: 3,24 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Psicopedagoga, Sexóloga, Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX, Delegada Estadual - Goiás biênio 2018/2019 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Por que o homem broxa?

Close