Traição é um dos temas mais polêmicos, complexos e devastadores entre os relacionamentos.

Enquanto uns entendem que fidelidade é algo fundamental, outros já concordam que fidelidade é algo quase que impossível de ser levado a sério.

Para uns, experiências extraconjugais destroem o relacionamento, para outros são saudáveis. Quem está certo? Depende da maneira de ver.

Mas se você está no time do 100% fidelidade e está desconfiada(o) de que algo errado possa estar acontecendo no seu relacionamento leia estas dicas abaixo.

Certeza total de estar sendo traída nós nunca teremos, mas alguns comportamentos e atitudes podem nos dar sinais importantes, de que tem algo no ar.

Leia também:

1) Apego excessivo a objetos pessoais

Ver o seu companheiro(a) tendo um cuidado com a carteira, o carro e suas chaves, agendas e celular está praticamente comum no dia a dia.

Mas quando seu parceiro(a) não consegue largar o aparelho, nunca deixa o aparelho sozinho, mantém senha de acesso sempre em sigilo, muda senhas com frequência e não deixa ninguém ver o que acontece dentro do seu mundo virtual, pode ser um dos sinais.

2) Queima de arquivos

Parece coisa de filme não é mesmo? Mas esta prática diz muito sobre possíveis traições.

Apagar mensagens do celular constantemente, caixa de email sempre vazia ou carregada somente de spams, carro sempre limpo de papéis e/ou embalagens de comida que possam “condenar” algo – parece que estamos falando de um mundo fictício, mas isto é uma prática muito comum de quem quer esconder algo de alguém.

3) Mudanças de rotina

Desde que vocês estão juntos os horários são mantidos como: acordar sempre na mesma faixa de horário, chegar do trabalho sempre no mesmo período, entre outros… aí de repente as coisas mudam, os horários começam a se alterar, saídas mais cedo, chegadas mais tarde em casa (deixando claro que o trabalho e a rotina permanecem a mesma).

Vaidade repentina

4) De repente, vaidade!

Estar com um parceiro(a) e conhecer suas vaidades e limites no autocuidado faz parte do relacionamento e, uma boa parcela da população, acaba “relaxando” com a vaidade conforme os anos vão passando (infelizmente).

Aí, de repente, aparece uma preocupação super intensa com a barba, com a barriga, com a roupa, com um creme hidratante, com um cabelo… enfim.

Faça esta pergunta: por que está se cuidando tanto agora, algo aconteceu?

5) Chamadas telefônicas não atendidas

Isso acontece nas melhores famílias.

Na nossa rotina louca podemos esquecer o telefone em algum local ou deixar no silencioso e não ver/ouvir a chamada… quem nunca fez isso?

Mas e quando isso se torna uma rotina? E mais, quando isso acontece quase que sempre na mesma faixa de horário e dias?

Fique atenta, se isso fizer sentido pra você.

PUBLICIDADE

O que você gostaria de aprender?

Selecione a opção abaixo e receba a nossa orientação por e-mail

6) Sexo de menos… sexo de mais

Quando a vida sexual está irregular, um dos parceiros procura pouco o outro e quando procura parece não haver mais aquela conexão como era antes é um dos indícios mais relevantes que o outro percebe e começa a entender de que algo errado possa estar ocorrendo.

Mas, já parou para pensar que sexo demais também pode encobrir problemas? Sim, infelizmente sim!

Às vezes quando temos um relacionamento extraconjugal precisamos “esconder” tanto as provas, que o sexo acaba virando ferramenta de troca, infelizmente com aquele pensamento: “faço aqui da melhor forma para poder fazer lá fora… ninguém irá desconfiar”.

7) Brigas e discussões sem sentido

Quando tudo à sua volta vira motivo para discussão, quando simples questões se tornam eventos épicos para brigas.

Isso se dá por conta do outro sempre querer encontrar motivos para a criminalização e justificativa dos seus atos, e “cavar” motivos com brigas é um bom argumento para esconder traição.

8) Distanciamento da família

Por culpa, remorso e outros sentimentos negativos acerca da traição é comum que o “traidor” se afaste da família (parceiro/a e filhos) para que estes sentimentos não se tornem tão fortes.

9) Admirável mundo novo

Seu parceiro(a) passa a admirar coisas que antes julgava ruins em pessoas como: determinadas roupas, cortes de cabelos, postura, de outras mulheres ou outros homens.

Mudança muito rápida do que condenava para o que agora admira.

O que fazer?

E aí, o que achou desta lista?

Se você acha que pode estar sendo traída(o) ou se identificou com um ou mais itens desta lista não entre em desespero e/ou tome atitudes precipitadas.

Não julgue precipitadamente.

Precisando de ajuda busque um profissional da Psicologia para entender como andam seus pensamentos e poder enfrentar melhor todos esses  percalços.

Qualquer coisa estamos aqui para lhe ajudar.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(5 avaliações, média: 4,80 de 5)
Loading...
Show Full Content
Tatiana Tognolli Bovolini

Psicóloga. CRP 06/98621, Professora na Universidade de Bráz Cubas. Especialista em Sexualidade Humana pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). Mestranda em Saúde Coletiva com enfoque em sexualidade pela FMABC. Especialista em Sexualidade pela FMABC. Especialista em Medicina Sexual pela ESSM - Hungria. Membro da SLAMS - Sociedade Latino Americana de Sexualidade. Membro da ESSM - União Européia para estudos da sexualidade.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Poder feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Principais benefícios da Terapia Sexual

Close