O que é infidelidade?

Para entender o significado vamos voltar a origem da palavra.

Ela tem a ver com fé, na verdade perder a fé em algo ou alguém, não crer, não acreditar.

Seria descumprir um compromisso.

Infidelidade não tem a ver só com o sexo, não é somente sexual.

É possível as pessoas serem infiéis nos acordos, em uma sociedade de empresa por exemplo, em uma amizade, em qualquer outro âmbito da vida.

“Mas sabemos, o que as pessoas mais associam quando ouvem a palavra infidelidade é a infidelidade sexual.”

O que conta como infidelidade?

A infidelidade é algo bem relativo, pois o que é traição para uma pessoa, pode não ser para outra.

Exemplo 1

Alguns relacionamentos aceitam que o parceiro tenha um relacionamento virtual ou sexo sem compromisso, sem envolvimento emocional com outras pessoas, outros consideram traição.

Exemplo 2

Um outro exemplo seria a pornografia, tem pessoas que aceitam que o companheiro ou a companheira acompanhem fotos e vídeos pornôs no seu relacionamento, já outras a consideram traição.

O que é infidelidade

Então o importante é que o casal converse no inicio do relacionamento e delimite o que é infidelidade para cada um, para que não haja problemas no futuro.

Cada casal funciona de um jeito e essas diferenças precisam ser respeitadas.

Leia também:

Quais as causas da infidelidade no sexo?

O maior motivo de traição é a insatisfação no relacionamento.

Essa insatisfação pode acontecer por algo individual como:

  • inseguranças,
  • brigas constantes,
  • distanciamentos afetivos,
  • problemas na cama,
  • falta de diálogo entre o casal, e tantos outros motivos.

Alguns casos podem até acontecer somente para encher o ego.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Além disso alguns outros fatores também contribuem para a infidelidade como:

  • baixa autoestima,
  • dificuldade com intimidade,
  • depressão e
  • vício/dependência de sexo.

Quais são os tipos de infidelidade?

Emocional:

Quando há um envolvimento emocional com uma pessoa fora do relacionamento.

Exemplo:

A pessoa conversa e dá mais atenção a essa pessoa fora do que ao parceiro(a), também costuma começar esse envolvimento reclamando sobre o relacionamento, falando sobre os problemas que estão acontecendo, sendo que o ideal seria conversar com o(a) próprio(a) parceiro(a).

Virtual:

Quando há um relacionamento virtual, trocam mensagens ou conversam por vídeo. A pornografia também  se encaixa aqui.

Sexual:

Quando há somente sexo sem envolvimento emocional, só relações casuais, o famoso sexo sem compromisso.

Objetal:

Quando um objeto ou uma situação afasta os parceiros.

Por exemplo um hobbie que faz com que o casal nunca esteja junto.

Quando um parceiro se dedica muito a algo para ficar longe do outro, na verdade ocupando o lugar do outro.

Fatores de risco para a infidelidade no casamento

Fatores de risco para a infidelidade

Pesquisas apontam que alguns fatores aumentam a probabilidade de traição.

Esses fatores são: ser homem, ser jovem e viver em grandes cidades.

Como a infidelidade afeta os parceiros?

Quando ocorre uma traição alguns problemas podem acontecer com os parceiros, sobretudo para quem se sentiu traído.

Como lidar com a infidelidade no casamento

Um relacionamento pode superar uma traição, mas isso vai depender muito do esforço de ambas as partes.

Alguns fatores devem ser observados como:

  • o amor que sobrou,
  • a honestidade que foi quebrada e
  • a capacidade de reconexão do casal.

Se o casal escolhe manter o relacionamento é necessário que alguns fatores sejam observados:

1) Compreenda a traição

Tente entender a traição dentro do relacionamento e não como um fracasso pessoal de um só parceiro.

Conversar sobre os motivos que levaram a traição, por exemplo o que não está legal na relação que levou o outro a buscar em uma pessoa fora do relacionamento.

2) Entender os sentimentos do outro

Tentar se colocar no lugar do outro, tanto o que traiu quanto o que foi traído. A palavra de ordem é compreensão.

Entender os sentimentos do outro

3) Ser responsável a todo momento

Para o parceiro que traiu é importante que ele esteja disponível para se explicar se o outro pergunta e ser o mais honesto possível.

É importante que a confiança se reconstrua, mas isso vai levar um tempo então tenha paciência e tente não levantar suspeitas sempre dizendo a verdade.

4) Tenha paciência

O parceiro que foi traído está muito machucado, ferido, magoado e os sentimento podem ser contraditórios em alguns momentos.

Então tenha paciência, entenda como está sendo difícil para ele.

Deixe ele expressar seus sentimentos e se mantenha firme mas tenha empatia pelo que ele está sentindo.

5) Descubra novos programas para fazer juntos

Conheça novos lugares, explore novos hobbies. Tente lugares e experiências que vocês nunca imaginaram fazer juntos.

Quem sabe descobrem uma nova paixão para compartilhar.

6) Reacenda a chama do sexo

Se vocês já não tinham relações sexuais ou as coisas estavam muito frias tente algo novo.

Relembrar a época do namoro e fazer programas que faziam no passado pode ajudar a esquentar o relacionamento  de novo.

A infidelidade é um assunto muito delicado e complicado, pois envolve muitos sentimentos.

Se você está passando por isso pense bem antes de qualquer atitude, seja você a pessoa que está pensando em trair ou já está traindo, ou a pessoa que está sendo traída.

Se achar necessário procure ajuda profissional, de um psicólogo é sempre o mais indicado.

Qualquer coisa estou aqui para lhe ajudar.

Leia também: Como perdoar uma traição?

Fontes:

  1. Lewandowski, Gary W., Jr, and Ackerman, R. A. (2006). Something’s missing: Need fulfillment and self-expansion as predictors of susceptibility to infidelity. The Journal of Social Psychology, 146(4), 389-403.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(4 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Glennia Goulart
Glennia Goulart

Fisioterapeuta pela UniEvangelica de Anápolis. Crefito-117413-F. Pós graduada em fisioterapia na saúde da mulher pela Universidade Cândido Mendes do RJ. Psicóloga pela Anhanguera de Anápolis. CRP09/6674. Pós graduada em Sexualidade Humana pela Universidade Cândido Mendes do RJ.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Autenticidade, a felicidade de ser você mesmo

Close