Você alguma vez já pensou em fazer vasectomia? Já ouviu falar? Sabe exatamente o que é?

É possível que você já tenha conversado com sua esposa a respeito disso, mas ainda não teve tempo ou ainda não criou coragem de consultar com um urologista e se esclarecer melhor.

Vou te explicar de forma fácil, e você vai entender.

A vasectomia é um procedimento cirúrgico, realizado nos homens, para evitar filhos.

É uma cirurgia rápida e que na maioria das vezes é realizada de forma ambulatorial, ou seja, sem precisar ficar internado e com anestesia local.

Se você um dia for realizar, em poucos minutos estará liberado para ir pra casa de forma segura.

Leia também:

A cirurgia dura menos de 30 minutos

O urologista faz dois pequenos cortes, na bolsa testicular, e corta e dá um nó, no canal responsável por transportar os espermatozoides.

Terminado a cirurgia, que dura menos que 30 minutos o paciente vai pra casa.

Depois de alguns dias o paciente deve fazer um exame do esperma, para confirmar que não tem mais espermatozoides no líquido e então está liberado para ter relações sem precisar de outros métodos anticoncepcionais.

A recuperação e o retorno às atividades do dia-a-dia costuma ser rápida.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Dúvidas mais comuns:

A vasectomia altera algo na minha função sexual?

Não. A cirurgia é feita com um corte muito pequeno na bolsa testicular e é interrompido apenas o ducto deferente. Este canal transporta apenas os espermatozoides.

Você vai continuar ejaculando, e não é possível notar nenhuma diferença no esperma a olho nu, somente no microscópio.

Anatomia do ducto deferente

Qual o risco de ficar impotente?

Não existe este risco relacionado à cirurgia de vasectomia. Ela não altera a ereção, nem para pior e nem para melhor.

Leia também: Impotência Sexual: Causas e Tratamento

Vou sentir menos prazer?

Não. Esta cirurgia não mexe na sensibilidade do pênis e também não altera a produção de hormônios pelo testículo.

Caso eu mude de ideia, é possível reverter a vasectomia?

Sim é possível, mas não é garantido. A cirurgia de reversão da vasectomia é difícil, cara e não tem garantia de sucesso.

É importante ao se submeter a uma vasectomia, ter a certeza que realmente não quer mais ter filhos.

Reverter a vasectomia

Esta cirurgia dói?

Ela é feita com anestesia local, você sentirá as primeiras picadas da anestesia, mas durante a cirurgia em si não sentirá dor.

Após a cirurgia pode ter certa dor, mas que é bem controlada com os remédios que você receberá.

Qual o custo em media de uma cirurgia de vasectomia? Atualmente planos de saúde cobrem esta cirurgia? Pode ser feita pelo SUS?

Se o seu plano contratado cobre cirurgia, é provável que esta cirurgia possa ser feita pelo plano.

O SUS também costuma oferecer esta cirurgia, mas o tempo de espera varia de cidade pra cidade, de acordo com a quantidade de cirurgia contratadas pela sua secretaria de saúde.

Como esta cirurgia pode ser realizada sem o paciente ficar internado e sem necessidade de anestesia geral, costuma ser bem mais barato que cirurgias maiores.

Vasectomia engorda? Vasectomia causa câncer?

Não, de forma alguma. É uma cirurgia que não tem nenhum desses efeitos colaterais.

Vasectomia diminui os testículos?

Vasectomia é uma cirurgia que não é feita nos testículos, e sim em um órgão chamado ducto deferente. A menos que tenha alguma complicação rara, não causa nenhum alteração de tamanho do testículo.

A vasectomia me protege de outras doenças?

Não. Aliás, deixa-me escrever com a devida ênfase, NÃO.

A vasectomia protege contra a gravidez, apenas isso. Os riscos de se contrair doenças sexualmente transmissíveis, ao ter relações sem preservativo com parceiras desconhecidas é o mesmo.

AIDS, sífilis, gonorreia, herpes, HPV, donovanose, cancro mole, uretrites, são algumas doenças que estão cada vez mais presentes, por ter aumentado o número de relações sem proteção.

Algumas curiosidades:

  • A primeira vasectomia que se tem relato foi realizada em 1823, em um cachorro.
  • A legislação brasileira diz que apenas homens com mais de 25 anos ou com dois filhos vivos podem fazer a cirurgia.
  • Os espermatozoides continuam a ser produzidos pelos testículos, porém eles encontram uma barreira que é a interrupção do ducto deferente e acabam morrendo com o tempo.

Se você pensa em fazer uma cirurgia de vasectomia, busque sempre centros seguros, e profissionais urologistas preparados para lhe atender.

Caso tenha mais dúvidas, não fique com vergonha de consultar e me perguntar, estarei aqui para lhe atender sempre que você desejar.

Links úteis:

  1. Sociedade Brasileira de Urologia: http://portaldaurologia.org.br/medicos/

Referências:

  1. Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5583057/
  2. Departamento Nacional de Saúde e Assistência Social da Inglaterra: https://www.nhs.uk/conditions/contraception/vasectomy-male-sterilisation/

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(4 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Roberto Emilio Manke
Roberto Emilio Manke

Médico pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). CRM/SC 10767. Residência em Cirurgia Geral pelo HRHDS - Joinville/SC. Residência em Urologia pelo Hospital Nossa Senhora Das Graças - Curitiba/PR. Médico urologista na Uroclínica Blumenau. Professor da disciplina de Urologia na Universidade Regional de Blumenau(FURB) - Blumenau/SC.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

O que é o Ponto G? Como encontrá-lo?

5 de março de 2019
Close