O que é disfunção erétil?

A disfunção erétil, também conhecida como impotência sexual, é quando o homem tem dificuldade em manter o pênis ereto (duro, firme) o suficiente para ter uma relação sexual com penetração.

Saiba que perder a ereção de vez em quando é absolutamente normal e não deve ser considerado um grande problema. 

Você só precisa se preocupar caso isto estiver acontecendo muito frequentemente, e estiver dificultando o seu aproveitamento do sexo.

Se a perda de ereção estiver acontecendo frequentemente, é recomendado você buscar uma avaliação médica, pois é comum que problemas de ereção sejam sintomas de outras doenças, como problemas cardíacos, diabetes, entre outras. 

Também é recomendado consultar um psicólogo especialista em sexualidade, pois algumas causas da disfunção erétil são emocionais.

Sintomas da disfunção erétil

Você pode ter disfunção erétil se estiver com:

  • Dificuldade de ter uma ereção
  • Dificuldade de manter a ereção durante o sexo com penetração
  • Ereções pouco firmes, dificultando a penetração

Homens com disfunção erétil geralmente passam a ter baixa autoestima, baixo desejo sexual e podem ter problemas no relacionamento.

Busque um médico quando este problema estiver acontecendo com frequência, há mais de 3 meses. Você poderá tratar a disfunção erétil e voltar a ter uma boa qualidade de vida.

Causas da disfunção erétil

Para entender melhor as causas da disfunção erétil vamos entender como funciona o mecanismo de ereção no homem.

Para que haja uma ereção, ou seja, para que o pênis do homem fique ereto (duro, firme), é necessário que o pênis se encha de sangue.

Anatomia do pênis

No pênis existem os corpos cavernosos, que quando o pênis está flácido, estão “vazios de sangue”, e quando eles se enchem de sangue o pênis aumenta de tamanho, como se fosse um balão enchendo-se de água. 

Este processo de fluxo sanguíneo para dentro do pênis se inicia com impulsos vindos do cérebro e dos nervos genitais.

Então, qualquer coisa que bloqueie estes impulsos ou que restrinja o fluxo sanguíneo para o pênis, pode causar disfunção erétil. 

As causas da disfunção erétil podem ser físicas ou psicológicas. Às vezes, uma combinação de fatores físicos e psicológicos podem causar o problema

Por exemplo, um problema físico que atrase um pouco a sua excitação pode causar ansiedade e medo de não conseguir manter uma ereção. Esta ansiedade, por sua vez, pode levar à uma disfunção erétil.

Causas físicas

  • Doença cardíaca
  • Vasos sanguíneos obstruidos (aterosclerose)
  • Colesterol alto
  • Obesidade
  • Pressão alta
  • Hipertensão
  • Diabetes
  • Doença renal
  • Síndrome metabólica – uma condição que envolve aumento da pressão arterial, níveis elevados de insulina, gordura corporal ao redor da cintura e colesterol alto
  • Mal de Parkinson
  • Esclerose múltipla
  • Certos medicamentos
  • Uso do tabaco (Fumar)
  • Doença de Peyronie
  • Alto consumo de álcool e uso de outras drogas
  • Distúrbios do sono
  • Tratamentos para câncer de próstata ou próstata aumentada
  • Cirurgias ou lesões que afetam a região pélvica ou medula espinhal
  • Baixos níveis de testosterona

Causas psicológicas

  • Estresse
  • Ansiedade
  • Medos
  • Depressão
  • Baixa autoestima
  • Ansiedade pelo desempenho
  • Problemas no relacionamento e pouca comunicação entre o casal
  • Traumas sexuais
  • Baixo desejo sexual

Fatores de risco

Alguns fatores de risco contribuem para o aparecimento da disfunção erétil, são eles:

  • Alto índice de açúcar no sangue (diabetes)
  • Pressão alta
  • Doença cardiovascular
  • Uso de medicação, por exemplo, antidepressivos, remédios para pressão alta, remédios para dor, remédios para doenças na próstata, entre outros
  • Colesterol alto
  • Fumar
  • Usar drogas ou beber muito álcool
  • Obesidade
  • Falta de exercício físico
  • Fatores emocionais, estresse, ansiedade, depressão

Apesar de ser mais frequente em homens com idade mais avançada, não há relação entre a idade e a disfunção erétil. 

Andar de bicicleta causa disfunção erétil?

Em 2020 foi feito um estudo no qual não se encontrou nenhuma relação entre andar de bicicleta e a disfunção erétil. Também não foi encontrada nenhuma relação entre andar de bicicleta e o câncer de próstata. 

Diagnóstico da disfunção erétil

O diagnóstico da disfunção erétil é feito através de algumas perguntas e alguns exames. 

Para que o diagnóstico seja completo, é indicado a avaliação física e a avaliação psicológica. Portanto, fale abertamente com seu médico e seu psicólogo e responda todas as perguntas para que ele possa fazer um diagnóstico preciso.

A avaliação física inclui:

  • O exame físico do pênis e dos testículos
  • Exame de sangue e de urina para investigar possíveis doenças como a diabetes e se há baixos níveis de testosterona
  • Ultrassom para verificar se há problemas com o fluxo sanguíneo
  • Verificar se existe uso de determinados remédios ou se existe uso de drogas

A avaliação psicológica inclui:

  • Presença de estresse, ansiedade, depressão e outros transtornos
  • Possíveis problemas de relacionamento
  • Problemas de autoestima, medos e ansiedade relacionada ao sexo

Também é necessário verificar se existe alguma outra disfunção sexual que possa estar interferindo, como por exemplo a ejaculação precoce, ejaculação retardada, falta de orgasmo, entre outras.

Tratamentos para disfunção erétil

A disfunção erétil pode ser tratada. Após ter sido feito o diagnóstico correto e investigadas as causas, inicia-se o tratamento.

É importante ressaltar que o tratamento psicológico é útil mesmo quando há causas físicas bem identificadas.

Tratamentos para causas físicas

O tratamento para as causas físicas é feito com:

  • Tratamento de doenças cardiovasculares
  • Uso de medicamentos orais como Viagra, Cialis, Levitra, Stendra
  • Reposição de testosterona (quando verificado a necessidade no exame de sangue)
  • Injeções no pênis
  • Implante peniano
  • Cirurgia para remover obstrução de veias e artérias

Como funcionam os medicamentos para disfunção erétil?

Os medicamentos como Sildenafila (Viagra), Tadalafila (Adcirca, Cialis), Vardenafila (Levitra, Staxyn), Avanafil (Stendra), entre outros, funcionam aumentando os efeitos do óxido nítrico, uma substância natural produzida pelo corpo que relaxa os vasos sanguíneos do pênis. 

Ao relaxar estes vasos, o sangue flui mais facilmente para o pênis fazendo a ereção acontecer. No entanto, estes medicamentos podem não funcionar igualmente para todas as pessoas e podem variar sua eficácia em determinadas condições. 

O detalhe é que somente relaxar os vasos sanguíneos não causa a ereção. É necessário um estímulo sexual para que isso aconteça.

Estes medicamentos possuem efeitos colaterais, e só devem ser tomados mediante receita médica. 

Além disso, somente tomar estes remédios pode não solucionar definitivamente a disfunção erétil, por isso a necessidade de uma consulta médica e psicológica para avaliar as reais causas. 

Com o diagnóstico correto você poderá tratar as causas reais do problema e assim solucionar.

Tratamentos para causas psicológicas

O tratamento das causas psicológicas da disfunção erétil é feito com psicoterapia com um psicólogo especialista em sexualidade.

A psicoterapia neste caso irá buscar:

  • Diminuir a ansiedade
  • Promover consciência das sensações sexuais
  • Educar sobre sexo e sexualidade
  • Reduzir a ansiedade de desempenho
  • Entender o contexto e o histórico sexual

Além de tratar as causas psicológicas, a psicoterapia também atua nas consequências que a disfunção erétil traz para a saúde emocional do homem como, por exemplo, a depressão.

O que é disfunção erétil psicológica?

É a disfunção erétil que possui apenas causas psicológicas e emocionais. 

Nestes casos o homem está fisicamente saudável, porém os problemas psicológicos como a ansiedade, medos, depressão, estresse e outros, é que estão causando a dificuldade ou até o impedimento da ereção.

Todos estes aspectos emocionais influenciam o corpo humano causando diminuição do desejo e inclusive podendo causar a diminuição do calibre dos vasos sanguíneos. 

No pênis, a diminuição do fluxo sanguíneo pode levar a uma dificuldade de ter e manter a ereção. Isso afeta não somente o pênis, mas o corpo como um todo. 

Estes problemas psicológicos podem aparecer por diversas causas e motivos, e é indicado uma consulta com um psicólogo especialista em sexualidade.

Disfunção erétil em jovens

Primeiramente precisa-se avaliar as causas físicas.

Eliminando-se qualquer evidência de problema físico, a disfunção erétil em jovens tende a estar relacionada a problemas emocionais e psicológicos como medo, ansiedade por desempenho, estresse e depressão.

É necessário uma avaliação com um psicólogo especialista em sexualidade para verificar as causas psicológicas. Para as causas físicas, consulte um médico urologista ou andrologista.

Prevenção da disfunção erétil

Ter um estilo de vida mais saudável pode ajudar a prevenir algumas causas da disfunção erétil. 

  • Visite um psicólogo especialista em sexualidade para tratar questões emocionais ligadas à sexualidade
  • Faça exercícios físicos regularmente
  • Visite um urologista ou andrologista para fazer check ups pelo menos uma vez por ano
  • Pare de fumar e pare/diminua o consumo de álcool e outras drogas
  • Cuide da saúde do seu coração e visite seu médico para prevenção de doenças cardíacas e doenças crônicas como a diabetes
  • Reduza o seu estresse e ansiedade
  • Trate a depressão com um psicólogo ou psiquiatra

Fontes:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(24 avaliações, média: 4,71 de 5)
Loading...
Show Full Content
Redação Sexo Sem Dúvida

O Sexo Sem Dúvida é um portal referência em sexualidade humana. Fundado em 2013 e com uma equipe de mais de 60 especialistas envolvidos, desenvolvemos conteúdos confiáveis e revisados por profissionais. Com mais de 50 milhões de acessos, é hoje o maior portal de saúde sexual do Brasil.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Seja poderosa

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Os 8 maiores inimigos do sexo no casamento

Close