O período fértil é o intervalo do ciclo menstrual feminino onde a mulher tem maior probabilidade de engravidar e dura aproximadamente 7 dias.

Para calcular o período fértil é preciso conhecer o seu ciclo menstrual, que começa no primeiro dia da menstruação e dura até o início da menstruação seguinte.

1) Encontre o seu ciclo menstrual médio

Anote a data do primeiro dia da menstruação e o conte o número de dias até a sua próxima menstruação (até o próximo primeiro dia). Faça isso durante 4 menstruações.

Você poderá notar que os intervalos geralmente são regulares, podendo variar de 1 a 3 dias.

Mas se essa variação for muito irregular o cálculo do período fértil fica também impreciso, e nestes casos é melhor procurar um médico para avaliar o que está acontecendo.

Vamos supor que o intervalo entre as suas últimas 4 menstruações foi de 30, 28 e 29 dias.

Então o seu ciclo menstrual médio é de 29 dias.

2) Saiba a data da sua ovulação

A ovulação, que é a liberação do óvulo maduro, acontece sempre 14 dias antes da próxima menstruação.

Então, se o seu ciclo é de 29 dias temos: 29 – 14 = 16 dias.

Ou seja, existe maior probabilidade que a ovulação ocorra no 16o dia do ciclo menstrual.

Esta data pode variar de 3 dias para mais e 3 dias para menos.

Além disso, óvulo pode ter uma sobrevida de 12h a 24h dentro das trompas e os espermatozoides têm uma sobrevida maior que os óvulos, de 24h a 96h.

Isso também justifica estes 3 dias a mais e 3 dias a menos para calcular o período fértil.

3) Descubra o seu período fértil

Se o seu ciclo menstrual é de 29 dias, a data provável da ovulação é o 16o dia do ciclo.

Então o período fértil seria: 16-3 = 13 e 16+3 = 19. Portanto, o período fértil irá variar do 13o ao 19o dia do ciclo.

Apesar do período ser amplo, concluímos por estes cálculos que, quanto mais regular for o ciclo menstrual, melhor saberemos contar o período fértil e mais confiável será a data da ovulação.

Sinais que indicam período fértil

  • Aumento de secreção vaginal, aquele líquido que sai da vagina, semelhante à clara de ovo crua
  • Aumento do apetite sexual (libido)
  • A mulher que acompanha diariamente a sua temperatura basal vai perceber um ligeiro aumento da temperatura, uma média de 0,5ºC
  • Dor no baixo ventre, como se fosse uma ligeira cólica menstrual
  • Algumas mulheres apresentam ainda instabilidade emocional

Dica de Aplicativo

Um aplicativo que uso e recomendo é o Womanlog.

Este app, além de ser um calendário do ciclo menstrual das mulheres, é um bom marcador do período fértil e dos seus sintomas e sentimentos durante todo o seu ciclo.

Se você gosta de acompanhar direitinho o seu ciclo é uma boa previsão.

Ah, ele é gratuito.

Publicidade


Estou tomando anticoncepcional, ainda tenho período fértil?

A mulher que faz uso de anticoncepcional não tem período fértil, pois o uso da pílula faz com que ela não ovule e fique então protegida da gravidez durante o mês todo.

Mas é importante que o uso seja feito de forma regular, ou seja, todos os dias, no mesmo horário.

Além disso a sua eficácia de 99% passa a valer a partir da segunda cartela, fazendo pelo menos o primeiro ciclo com anticoncepcional.

Sempre é válido lembrar da importância do uso da camisinha, pois a pílula protege apenas contra a gravidez e a camisinha é um método de barreira que protege da gravidez e também de doenças sexualmente transmissíveis, incluindo a AIDS.

Leia também:

Saber identificar o período fértil pode ajudar a engravidar

Para você que está tentando engravidar é importante saber exatamente quando é o seu período fértil.

Para aumentar suas chances de engravidar é recomendado que tenha relações sexuais com penetração e ejaculação dentro da vagina todos os dias ou em dias alternados durante o período fértil.

Além de acompanhar no seu calendário (ou nos aplicativos) as fases do seu ciclo menstrual, o seu corpo te dá sinais que você está no período fértil, basta observar.

Período fértil para engravidar

Dicas para quem quer engravidar

Se você está lendo este texto está querendo muito engravidar! Então, veja aqui algumas dicas para aumentar as suas chances.

  1. Ter relações sexuais todos os dias, ou dia sim dia não, no período fértil são recomendadas, de forma a aumentar as chances de engravidar. Mas não deixe de se divertir nos outros períodos do seu ciclo.
  2. Para te auxiliar existem alguns testes de fertilidade (de ovulação) que são vendidos em farmácia, que ajudam a você identificar se está no período fértil. São fáceis de utilizar, geralmente pela saliva ou urina. E têm um alto grau de confiabilidade.
  3. Evite cigarros e bebidas alcoólicas.
  4. Mantenha uma vida saudável, incluindo alimentação e atividade física.

Leia também:

Sexo é para ser prazeroso, não apenas para engravidar

Sei que estamos aqui conversando sobre como engravidar, mas vale lembrar que a relação sexual não é apenas para reprodução, é também comunicação e prazer – bases de um bom sexo.

O bom sexo vai levar vocês à gravidez, o sexo mecânico vai entediá-los e fazer com que os encontros sexuais diminuam e a ansiedade aumente.

É importante o casal manter a cumplicidade e a intimidade sexual neste processo.

Acompanhamento psicológico para infertilidade

Por fim, saiba que a matemática é assertiva, mas engravidar nem tanto. Um casal sem problemas de fertilidade pode demorar um ano para engravidar, desde que tenham relações sexuais frequentes.

E para ter uma gestação mais saudável e tranquila é importante o casal se consultar com um(a) ginecologista/obstetra antes mesmo de engravidar.

Pois ele(a) te ajudará a preparar o seu corpo para receber esta criança e ainda de orientará sobre os cuidados para reduzir as malformações em bebês.

E ao pai, como participar deste momento tão aguardado pelo casal.

Leia também:

Mas, e as emoções?

Muito se fala nas dificuldades físicas, de fertilização, do casal. Mas outro ponto muito importante para conversarmos são as emoções que envolvem este período, que afetam tanto o homem quanto a mulher.

A ansiedade, o medo das mudanças (na vida sexual, na vida profissional, na vida pessoal), vontade própria ou imposição social, o estresse, a pressão da espera, tentativa de salvar a relação são alguns exemplos do que deve ser acompanhado em terapia durante este período.

Assim, se você estiver com dificuldades para engravidar, procure também o acompanhamento de um(a) psicólogo(a) especialista em terapia sexual.

Pois, como exposto, as dificuldades podem não ser somente físicas.

Fontes:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(2 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Mestre em Psicologia, Psicopedagoga, Sexóloga, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX. Terapeuta Cognitivo Sexual. Professora de pós graduação. Supervisora clínica. Delegada Estadual - Goiás 2020/2022 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade (@programaflorescer). Especialista do portal sexosemduvida.com Atua na área de psicologia clínica com adultos, terapia de casal e terapia sexual há mais de 20 anos e desenvolve trabalhos de palestras, cursos, consultoria e orientação em educação sexual para pais e mestres. Instagram: @psi_carolina_freitas.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Seja poderosa

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

10 curiosidades sobre o Sêmen que você não sabia

Close