Vamos falar sobre o ponto G? Mas antes de qualquer coisa, você, homem ou mulher, sabe o que é e onde está esse ponto?

O que é o ponto G

O ponto G é uma área sensível que fica dentro da vagina, aproximadamente 3 cm para dentro, na parede anterior (região da frente).

É uma área rugosa, fácil de palpar. O problema é que, como ele não é constantemente estimulado, este ponto torna-se menos sensível com o passar do tempo, e somente o ato sexual não é suficiente para estimular adequadamente a região.

Por isso muitas mulheres dizem ter orgasmo somente com a estimulação externa do clitóris, e até “esquecem” que o ponto G existe.

Onde se localiza o Ponto G?

estimular-ponto-g
Encontrar o Ponto G

Já o clitóris, por ser externo, é facilmente estimulado, o que faz as mulheres “esquecerem” do ponto G.

Localização do clitóris
Localização do clitóris

Na verdade o ponto g sempre está no mesmo lugar, mas assim como o clitóris ele fica mais sensível quando a mulher está excitada, pois ele incha. Ele é uma região sensível, não um órgão entende?

As pessoas dizem que não existe por que:

  1. Ele não fica sensível devido a falta de estímulo;
  2. Porque anatomicamente ele não é visualizado. Quando os anatomistas dissecavam os cadáveres não encontravam nada – porque não é um órgão ou estrutura, sabe?

Então da pra dizer que ele fica inchado e mais evidente quando a mulher está excitada, mas ele está lá mesmo quando a mulher está em repouso.

Como encontrar o ponto G

Para a mulher encontrar em si mesma

O ponto G, como qualquer área de prazer do corpo, deve ser encontrado primeiramente pela própria mulher. Assim fica mais fácil estimular a região na hora do ato sexual.

Para isso, você deve introduzir o dedo dentro da vagina e palpar a região da parede da frente, cerca de 3 centímetros dentro da vagina.

Você encontrará uma região rugosa. Quanto à posição, é mais confortável deitada, mas pode ser em pé e até mesmo durante o banho.

Depois de encontrar, você deve estimular esse ponto a fim de torna-lo mais sensível. Logo mais no texto ensinarei como fazer isso.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Para o(a) parceiro(a) encontrar na mulher

Durante a relação sexual o(a) parceiro(a) pode estimular o ponto G da mulher, e pode fazer isso através do toque: se a mulher estiver de barriga para cima é mais fácil.

Com a palma da mão para cima, basta introduzir o dedo indicador na vagina cerca de três centímetros para dentro.

A região é na parede vaginal de cima (com a mulher deitada de barriga para cima).

Movimente o dedo como se estivesse chamando alguém. Você sentirá uma área rugosa. Pode ser que na hora a mulher não tenha tanto prazer devido a nunca ter sido estimulado antes.

Depois que você encontrar o ponto G, você pode estimular em outras posições e com brinquedos sexuais. Mais abaixo ensinarei a estimular o ponto G.

Como saber se encontrei realmente o Ponto G?

Na verdade eu só sei que encontrei o ponto G por ele ser uma área enrugada e dar uma sensação “diferente”.

É uma sensibilidade um pouco diferente do restante da vagina. Para isso a mulher deve conhecer seu corpo e seu canal vaginal.

Atenção: tocar no ponto G não vai dar orgasmos instantâneos: isso é um mito!

Porém, com os estímulos certos ao decorrer do tempo ele ficará mais sensível e dará mais prazer, e aí sim ajudar a atingir orgasmo.

Mas o simples toque nele não garantirá o orgasmo instantâneo.

Leia também: Acabe com a dúvida: como saber se a mulher gozou?

Como estimular o ponto G e torna-lo mais sensível?

Após ter encontrado o ponto G, a mulher deve estimulá-lo periodicamente. Não há uma regra de quantas vezes por semana estimular, mas a mulher deve ficar a vontade para explorar seu corpo cada vez que sentir necessidade.

Para estimular o ponto G pode-se utilizar os dedos, vibradores, capas para dedos, géis térmicos e outros artigos encontrados em sex shops. Vou dar alguns exemplos:

Dedos

O mesmo dedo que você usou para encontrar o ponto G você pode usar para estimulá-lo. Para isso é só fazer movimentos circulares ou de “chamar alguém”. Há camisinhas para dedos, impedindo o contato da unha nesta região tão delicada.

Posição do dedo
Dedo como “chamando alguém”

Vibradores

Há vibradores de todos os tipos, formas e tamanhos. O tipo bullet (ou cápsula vibratória), é bem indicado por ser pequeno.

Alguns tem uma área curva na ponta, para direcionar melhor ao ponto G – mas qualquer tipo de vibrador serve!

Vibrador Bullet para estimular o ponto G
Vibrador Bullet

Capas para dedos

Ao se tocar, tanto a mulher como o(a) parceiro(a) podem utilizar as capas para dedos (ou “dedeiras”) que são capas plásticas com várias texturas, facilmente encontradas em sex shops.

Você pode observar que a capa para dedo é curva, para facilitar o acesso ao ponto G.

Capa para dedo
Capa para dedo

Géis térmicos

Os géis térmicos (esquentam/esfriam) ou os géis que vibram podem ser usados tanto sozinha como na relação sexual.

O prazer obtido pela mudança de temperatura irá beneficiar o casal.

Cuidado: só compre produtos de sex shop de marcas com registro na ANVISA, para evitar alergias e inflamações. Tudo o que for introduzido na vagina deve ser bem higienizado.

Para facilitar o orgasmo feminino indico a leitura do Guia Como Provocar Orgasmos Femininos.

Leia também:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(19 avaliações, média: 4,42 de 5)
Loading...
Show Full Content

Sobre o Autor Ver Posts

Bianca F. Herbe
Bianca F. Herbe

Fisioterapeuta Pélvica e Sexóloga. CREFITO-7 190.813-F. Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica (ABFP N° 0241). Certificada em Neopompoarismo Original (Gustavo Latorre), palestrante, docente de graduação e pós-graduação em Fisioterapia, e idealizadora da Belalua Loja Sensual Feminina.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Como identificar um comportamento transexual na criança?

23 de fevereiro de 2015
Close