Vamos falar sobre o ponto G? Mas antes de qualquer coisa, você, homem ou mulher, sabe o que é e onde está esse ponto?

O que é o ponto G

O ponto G é uma área sensível que fica dentro da vagina, aproximadamente 3 cm para dentro, na parede anterior (região da frente).

É uma área rugosa, fácil de palpar. O problema é que, como ele não é constantemente estimulado, este ponto torna-se menos sensível com o passar do tempo, e somente o ato sexual não é suficiente para estimular adequadamente a região.

Por isso muitas mulheres dizem ter orgasmo somente com a estimulação externa do clitóris, e até “esquecem” que o ponto G existe.

Onde se localiza o Ponto G?

estimular-ponto-g
Encontrar o Ponto G

Já o clitóris, por ser externo, é facilmente estimulado, o que faz as mulheres “esquecerem” do ponto G.

Localização do clitóris
Localização do clitóris

Na verdade o ponto g sempre está no mesmo lugar, mas assim como o clitóris ele fica mais sensível quando a mulher está excitada, pois ele incha. Ele é uma região sensível, não um órgão entende?

As pessoas dizem que não existe por que:

  1. Ele não fica sensível devido a falta de estímulo;
  2. Porque anatomicamente ele não é visualizado. Quando os anatomistas dissecavam os cadáveres não encontravam nada – porque não é um órgão ou estrutura, sabe?

Então da pra dizer que ele fica inchado e mais evidente quando a mulher está excitada, mas ele está lá mesmo quando a mulher está em repouso.

Como encontrar o ponto G

Para a mulher encontrar em si mesma

O ponto G, como qualquer área de prazer do corpo, deve ser encontrado primeiramente pela própria mulher. Assim fica mais fácil estimular a região na hora do ato sexual.

Para isso, você deve introduzir o dedo dentro da vagina e palpar a região da parede da frente, cerca de 3 centímetros dentro da vagina.

Você encontrará uma região rugosa. Quanto à posição, é mais confortável deitada, mas pode ser em pé e até mesmo durante o banho.

Depois de encontrar, você deve estimular esse ponto a fim de torna-lo mais sensível. Logo mais no texto ensinarei como fazer isso.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Para o(a) parceiro(a) encontrar na mulher

Durante a relação sexual o(a) parceiro(a) pode estimular o ponto G da mulher, e pode fazer isso através do toque: se a mulher estiver de barriga para cima é mais fácil.

Com a palma da mão para cima, basta introduzir o dedo indicador na vagina cerca de três centímetros para dentro.

A região é na parede vaginal de cima (com a mulher deitada de barriga para cima).

Movimente o dedo como se estivesse chamando alguém. Você sentirá uma área rugosa. Pode ser que na hora a mulher não tenha tanto prazer devido a nunca ter sido estimulado antes.

Depois que você encontrar o ponto G, você pode estimular em outras posições e com brinquedos sexuais. Mais abaixo ensinarei a estimular o ponto G.

Como saber se encontrei realmente o Ponto G?

Na verdade eu só sei que encontrei o ponto G por ele ser uma área enrugada e dar uma sensação “diferente”.

É uma sensibilidade um pouco diferente do restante da vagina. Para isso a mulher deve conhecer seu corpo e seu canal vaginal.

Atenção: tocar no ponto G não vai dar orgasmos instantâneos: isso é um mito!

Porém, com os estímulos certos ao decorrer do tempo ele ficará mais sensível e dará mais prazer, e aí sim ajudar a atingir orgasmo.

Mas o simples toque nele não garantirá o orgasmo instantâneo.

Leia também: Acabe com a dúvida: como saber se a mulher gozou?

Como estimular o ponto G e torna-lo mais sensível?

Após ter encontrado o ponto G, a mulher deve estimulá-lo periodicamente. Não há uma regra de quantas vezes por semana estimular, mas a mulher deve ficar a vontade para explorar seu corpo cada vez que sentir necessidade.

Para estimular o ponto G pode-se utilizar os dedos, vibradores, capas para dedos, géis térmicos e outros artigos encontrados em sex shops. Vou dar alguns exemplos:

Dedos

O mesmo dedo que você usou para encontrar o ponto G você pode usar para estimulá-lo. Para isso é só fazer movimentos circulares ou de “chamar alguém”. Há camisinhas para dedos, impedindo o contato da unha nesta região tão delicada.

Posição do dedo
Dedo como “chamando alguém”

Vibradores

Há vibradores de todos os tipos, formas e tamanhos. O tipo bullet (ou cápsula vibratória), é bem indicado por ser pequeno.

Alguns tem uma área curva na ponta, para direcionar melhor ao ponto G – mas qualquer tipo de vibrador serve!

Vibrador Bullet para estimular o ponto G
Vibrador Bullet

Capas para dedos

Ao se tocar, tanto a mulher como o(a) parceiro(a) podem utilizar as capas para dedos (ou “dedeiras”) que são capas plásticas com várias texturas, facilmente encontradas em sex shops.

Você pode observar que a capa para dedo é curva, para facilitar o acesso ao ponto G.

Capa para dedo
Capa para dedo

Géis térmicos

Os géis térmicos (esquentam/esfriam) ou os géis que vibram podem ser usados tanto sozinha como na relação sexual.

O prazer obtido pela mudança de temperatura irá beneficiar o casal.

Cuidado: só compre produtos de sex shop de marcas com registro na ANVISA, para evitar alergias e inflamações. Tudo o que for introduzido na vagina deve ser bem higienizado.

Para facilitar o orgasmo feminino indico a leitura do Guia Como Provocar Orgasmos Femininos.

Leia também:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(19 avaliações, média: 4,42 de 5)
Loading...
Show Full Content
Bianca F. Herbe
Bianca F. Herbe

Fisioterapeuta Pélvica e Sexóloga. CREFITO-7 190.813-F. Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica (ABFP N° 0241). Certificada em Neopompoarismo Original (Gustavo Latorre), palestrante, docente de graduação e pós-graduação em Fisioterapia, e idealizadora da Belalua Loja Sensual Feminina.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Swing: Benefícios, riscos e dicas

27 de julho de 2016
Close