Uma das perguntas mais freqüentes que eu recebo é: Como faço para ter um orgasmo? E a pergunta vem de mulheres – e de homens também.

Enfim, quando o papo é prazer sexual o orgasmo está, literalmente, no topo das conversas.

E não é à toa. O orgasmo é o momento do pico de prazer sexual, quando todos os músculos da vagina, da bacia, os órgãos internos e o clitóris começam a se contrair de tal forma que a sensação, incontrolável, é de muito prazer.

O bem-estar e relaxamento que acontecem depois são os bônus que as mulheres desejam.

Leia também:

O melhor jeito

Enfim, vamos ao que interessa.

O melhor jeito de ter um orgasmo é: tendo orgasmos.

Costumamos pensar que fazer sexo e sentir prazer é natural e espontâneo. Só que não é bem assim. Na verdade, o jeito como cada pessoa vai se sentir disposta para o sexo, ter vontade e desejo influencia no orgasmo para ele acontecer.

As carícias certas, os toques preferidos, o nível de excitação e tesão que cada um precisa, tudo isso é aprendido durante a vida como qualquer outra coisa que se queira aprender a desenvolver.

O orgasmo é aprendido

Por exemplo, se você quiser jogar bola embora você tenha pés e pernas como todo mundo, será preciso técnica e treino para que seu corpo consiga aprender a lidar com a bola e fazer gol nos jogos.

Com o orgasmo é a mesma coisa: todos os músculos estão lá, mas é preciso ensiná-los a funcionar do jeito certo para fazer gol sempre.

O jeito mais fácil e acessível de treinar para um orgasmo é se masturbando.

Quando você se toca sozinha, não está preocupada em agradar ninguém e a ansiedade é menor.

Desse jeito, você pode se concentrar nas sensações do seu corpo, nas suas fantasias e explorar as próprias sensações por quanto tempo quiser.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Comece entrando no clima

Despertar o desejo sexual, o tesão, a vontade de sexo é fundamental.

Nesta etapa você pode explorar algumas fantasias, ou seja, imaginar situações e pessoas que você acha excitantes e atraentes.

O melhor de fantasiar é que tudo acontece somente dentro da sua cabeça e por isso você está livre para imaginar o que você quiser.

Você também pode resgatar memórias de relações prazerosas, como aquele beijo gostoso ou aquela relação intensa que você tenha vivido antes.

Explore também conteúdos eróticos que ajudam a despertar o desejo como filmes, livros e contos com teor sensual e erótico. Enfim, descubra o que te coloca no clima sexual.

Lembre-se: conhecer as situações que te estimulam é muito importante para você aquecer a mente e o corpo, sozinha ou acompanhada.

Leia também:

Toque o corpo todo

Comece tocando o próprio corpo, se massageando como um todo.

Passe pelas áreas mais óbvias como seios e nádegas, mas se acaricie também na própria nuca, lábios, braços, coxas, etc.

Enquanto se acaricia, procure imaginar cenas ou situações prazerosas. Associar o toque à fantasia acelera a excitação.

Toque a vulva e a vagina

O que produz orgasmos, seja se massageando ou durante uma penetração, com frequência é o clitóris.

O clitóris é um órgão grande, que tem uma pontinha (glande do clitóris) que fica externa, na vulva, logo acima da uretra e uma parte interna, que cobre a parede interna da vulva e uma parte da parede do canal da vagina.

Como localizar o Clitóris
Localização do Clitóris

Tocar a pontinha do clitóris diretamente, ou em volta dele, é a forma mais fácil de sentir prazer.

A penetração vai estimular o clitóris de uma forma indireta, por dentro da parede da vagina, e por isso nem todas as mulheres conseguem ter sensações fortes o suficiente para ter orgasmos com a penetração.

Mas a masturbação é direta, por isso estimula exatamente o clitóris como deve ser estimulado, na parte de fora.

Lembre-se que a parte externa do clitóris está acessível e que este é o órgão que serve única e exclusivamente para te dar prazer.

Comece a se tocar devagar

Nas primeiras vezes você pode usar um gel lubrificante para suavizar o toque.

O clitóris é muito sensível, por isso é importante começar os toques pela vulva, explorando toda a região e se aproximando do clitóris aos poucos.

Se já se sentir preparada, você pode usar sua própria lubrificação natural, sentida na entrada da vagina, para ajudar a deslizar os dedos em volta e sobre o clitóris.

Massagear o clitóris

Vale lembrar que as sensações de prazer no clitóris começam a acontecer quando você já está excitada, no clima sexual, ou com alguma lubrificação. Estes são sinais para ir em frente com a masturbação.

Procure explorar toques variados: círculos, esfregar, beliscar, apertar, subir e descer esfregando, leves batidinhas sobre o clitóris ou em volta dele, por toda a região da vagina também: grandes e pequenos lábios, entrada da vagina.

Nesta fase o que vale é explorar e despertar sensações.

Ritmo e concentração

Conforme as sensações prazerosas vão ficando mais intensas, aproveite para contrair e soltar diversas vezes os músculos da entrada da vagina.

A sensação é de abrir e fechar o canal da vaginal. Estas contrações levam mais sangue para a região e estimulam as sensações de prazer e as contrações do orgasmo que virá.

Quando sentir que está bem excitada escolha um ou dois movimentos de toque no clitóris e faça-os com ritmo e de forma consistente, ou seja, repita o movimento e mantenha a pressão que você escolher.

Nesta fase é muito comum se distrair, ou ficar com medo das novas sensações e acabar parando a masturbação.

Não desanime, retome a estimulação se precisar e se a excitação estiver alta mantenha o ritmo até sentir que a o prazer está aumentando e a excitação está subindo, subindo e subindo.

Subindo a excitação

É muito importante se concentrar na excitação e principalmente nas sensações de prazer que vão surgindo.

Quando estas sensações ficam intensas o orgasmo acontece. Se você se preocupar ou ficar ansiosa em buscar o orgasmo tudo ficará mais difícil.

Preocupação e ansiedade dificultam o relaxamento, e sem relaxamento o orgasmo não acontece. Por isso, prestar atenção no prazer e nas sensações do corpo é o caminho mais fácil e natural para chegar ao orgasmo.

Como saber se tive um orgasmo?

Em geral, quando o orgasmo acontece, logo depois você não vai querer mais se tocar, tudo estará muito sensível.

Pode ser que você sinta formigamentos ou ainda o corpo pulsando.

Algumas mulheres sentem os músculos das pernas, pés e barriga se contraírem e pulsarem também.

Algumas mulheres sentem as contrações mais na região da vagina e ânus, e outras ainda em todos os lugares. Tudo isso é normal. Aproveite a sensação boa e lembre-se de continuar treinando sempre.

Se mesmo assim com estas dicas, você ainda encontrar dificuldade para sentir um orgasmo, fale com um especialista em sexualidade, não perca tempo. Dificuldades para sentir o orgasmo tem solução.

Estou aqui para lhe ajudar se você desejar solucionar.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(14 avaliações, média: 4,86 de 5)
Loading...
Show Full Content

Sobre o Autor Ver Posts

Gabriela Pavani Daltro
Gabriela Pavani Daltro

Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). CRP 06/86668. Extensão em Psicogerontologia (Terceira Idade) pela PUC-SP. Especialista em Sexualidade Humana pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo(FMUSP). Terapeuta de Casal pelo Ciclo-Ceap SP. Especializanda em Neuropsicologia clínica pela USP-SP. Extensão em "Desfechos Negativos Associados ao Comportamento Sexual (Compulsão sexual, ISTs/AIDS, violência sexual) pelo Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo do HC-FM-USP. Capacitação em Intimidade e Sexualidade do Casal pelo Relational Life Institute - Estados Unidos. Autora dos Livros Digitais: Prazer na Intimidade - Guia para Mulheres e Como ter Orgasmos Sempre. Membro da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana - SBRASH.

Comentários

Controle sua Ejaculação

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor no Sexo

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Várias coisas que não te contaram sobre o Tesão

17 de abril de 2017
Close