Sim, existem diferenças conceituais entre os termos Transgênero, Transexual e Travesti. Com isso, há muitos equívocos e preconceitos.

A diversidade conceitual contribui para tanta confusão. Ainda não temos consenso no Brasil sobre os termos.

Vou apresentar aqui um ponto de vista compartilhado por alguns(as) especialistas e militantes.

É importante ter conhecimento para respeitar. Então vamos lá!

Leia também:

Antes vamos entender o que é Identidade de Gênero

Um dos pilares da sexualidade humana é a identidade gênero (seguida pelo sexo biológico, expressões de gênero e orientação sexual).

A identidade de gênero corresponde a como a pessoa se sente – homem, mulher e agênero. É um sentimento profundo de ser.

A pessoa “agênero”

A pessoa agênero não se sente nem 100% masculina nem 100% feminina. A pessoa pode se identificar simultaneamente com os dois gêneros ou com nenhum (os não binários).

O sexo biológico

O sexo biológico é aquele com o qual você nasce, de acordo com sua genitália (órgãos sexuais – pênis e vulva), cromossomos, gônadas e hormônios. Você pode ser do sexo feminino, do sexo masculino ou intersexo.

A pessoa intersexo nasce com uma anatomia sexual que não se encaixa no masculino nem no feminino, é uma mescla das genitálias, hormônios, cromossomos e gônadas.

A pessoa intersexo

Expressões de gênero são as formas de se vestir, pentear, andar, a linguagem do corpo.

Estes atributos são culturais, podendo ser feminino (associado às mulheres), masculino (associado aos homens) ou andrógino (mesclas entre masculino e feminino ou nenhum – inovador).

Identidade de Gênero é diferente de Orientação Sexual

Apesar das muitas confusões conceituais, identidade de gênero e orientação sexual são bem diferentes.

A Orientação Sexual é a orientação do desejo, o sentimento de atração de uma pessoa por outra.

Identidade de gênero

Esta orientação pode ser:

Heterossexual: pessoa que sente atração sexual por pessoas do sexo oposto

Homossexual: pessoa que sente atração sexual por pessoas do mesmo sexo

Bissexual: pessoa que sente atração sexual por pessoas do mesmo sexo e do sexo oposto

Pansexual: pessoa que sente atração sexual independente de seu sexo ou identidade de gênero.

Assexual: pessoa que não sente atração sexual.

Leia também:

Cisgênero (“Cis”): Pessoa que se identifica com o gênero que lhe foi atribuído ao nascimento.

Transgênero (“Trans”): Pessoa que NÃO se identifica com o gênero que lhe foi atribuído ao nascimento.

Transgênero

O prefixo Trans pode ser definido por “além de”, “através de”. Ou seja, as pessoas que estão em trânsito entre os gêneros (masculino e feminino).

Transgridem as normas de gênero impostas pela cultura, estão para além do feminino e para além do masculino.

O termo transgênero já foi considerado o grande guarda-chuva que contempla as transgeneridades.

Como hoje sabe-se da importância das subjetividades (das individualidades), a terminologia vem sendo questionada por generalizar toda a comunidade.

Transgênero

Transexual

A transexualidade é uma questão de identidade. Ou seja, no caso das pessoas transexuais a identidade de gênero não corresponde ao sexo biológico.

  • Assim, o homem, com os órgãos sexuais masculinos, sente-se uma mulher.
  • Uma mulher no corpo de um homem.
  • A mulher, com os órgãos sexuais femininos, sente-se um homem.
  • Um homem no corpo de uma mulher.

Esta inconformidade pode causar um sofrimento em viver com a genitália que não se adequa ao seu sentimento de pertencer.

Sendo assim, a pessoal transexual pode ansiar por uma mudança de sexo e procurar pela cirurgia sexual (redesignação sexual).

Lembrando que o que determina a identidade de gênero transexual é a forma como a pessoa se sente, se identifica e não procedimentos cirúrgicos.

A travesti

A travesti veste roupas e acessórios associados ao sexo oposto.

Está ligado as expressões de gênero. Vivem parte do dia ou até mesmo o dia a dia como sendo do sexo oposto.

É uma identidade feminina, por isso preferem ser tratadas no feminino – A travesti.

O termo travesti é um termo mais marginalizado, usado com mais frequência no Brasil.

Está permeado de questões econômicas e sociais. Inclusive, é válido lembrar que nem toda travesti é prostituta.

Nas palavras da cartunista Laerte “Crosdresser é uma travesti de classe média”.

Muitas mudam seus nomes, corte de cabelo, modos e trejeitos, timbre de voz de acordo.

Algumas chegam a usar hormônios, realizar cirurgias plásticas, como o silicone nas mamas e nádegas.

Como geralmente não há o desconforto com seu sexo de nascimento não costumam fazer a cirurgia de redesignação sexual.

Travesti ou Drag Queen

A Drag queen / O Drag King é um(a) personagem, uma performance.

Não é uma expressão de gênero, já que a pessoa não vive travestida no dia a dia, a pessoa ‘se monta’ (se produz – roupa, maquiagem, penteado) para uma performance artística.

Pode também ser de qualquer gênero e de qualquer orientação sexual.

Dicas de Filmes!

Deixo aqui a sugestão de alguns filmes que podem te auxiliar nesta compreensão.

Lembre-se! Conhecer para respeitar!

  • A Garota Dinamarquesa (2016)
  • Meu nome é Ray (EUA, 2016)
  • Elvis e Madona (Brasil, 2010)
  • Documentário: Laerte-se (Netflix)
  • Seriado: Pose (Netflix)

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(24 avaliações, média: 4,46 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Psicopedagoga, Sexóloga, Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX, Delegada Estadual - Goiás biênio 2018/2019 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade.

Comentários

Como enlouquecer um homem na cama

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Sexóloga dá dicas de como sentir mais prazer

Close