Sim, existem diferenças conceituais entre os termos Transgênero, Transexual e Travesti. Com isso, há muitos equívocos e preconceitos. A diversidade conceitual contribui para tanta confusão.

É importante ter conhecimento para respeitar. Então vamos lá!

Leia também:

Antes vamos entender o que é Identidade de Gênero

Um dos pilares da sexualidade humana é a identidade gênero (seguida pelo sexo biológico, expressões de gênero e orientação sexual).

A identidade de gênero corresponde a como a pessoa se sente – homem, mulher e agênero. É um sentimento profundo de ser.

A pessoa “agênero”

A pessoa agênero não se sente nem 100% masculina nem 100% feminina. A pessoa pode se identificar simultaneamente com os dois gêneros ou com nenhum (os não binários).

O sexo biológico

O sexo biológico é aquele com o qual você nasce, de acordo com sua genitália (órgãos sexuais – pênis e vulva), cromossomos, gônadas e hormônios. Você pode ser do sexo feminino, do sexo masculino ou intersexo.

A pessoa intersexo nasce com uma anatomia sexual que não se encaixa no masculino nem no feminino, é uma mescla das genitálias, hormônios, cromossomos e gônadas.

A pessoa intersexo

Expressões de gênero são as formas de se vestir, pentear, andar, a linguagem do corpo.

Estes atributos são culturais, podendo ser feminino (associado às mulheres), masculino (associado aos homens) ou andrógino (mesclas entre masculino e feminino ou nenhum – inovador).

Identidade de Gênero é diferente de Orientação Sexual

Apesar das muitas confusões conceituais, identidade de gênero e orientação sexual são duas coisas bem diferentes.

A Orientação Sexual é a orientação do desejo, o sentimento de atração de uma pessoa por outra.

Identidade de gênero

Esta orientação pode ser:

Heterossexual: pessoa que sente atração sexual por pessoas do sexo oposto

Homossexual: pessoa que sente atração sexual por pessoas do mesmo sexo

Bissexual: pessoa que sente atração sexual por pessoas do mesmo sexo e do sexo oposto

Pansexual: pessoa que sente atração sexual por homem, mulher, travesti, transgênero, transexual, drag queen. Ou seja, por todos os gêneros.

Assexuada: pessoa que não sente atração sexual.

Leia também:

Transgênero

O prefixo Trans pode ser definido por “além de”, “através de”. Ou seja, as pessoas que estão em trânsito entre os gêneros (masculino e feminino).

Transgridem as normas de gênero impostas pela cultura, estão para além do feminino e para além do masculino.

Logo, o termo transgênero é o grande guarda-chuva, que contempla travestis, transexuais, não-binários, crossdressers, drag queens.

Transgênero

Transexual

No caso das pessoas transexuais a identidade de gênero não corresponde ao sexo biológico.

  • Assim, o homem, com os órgãos sexuais masculinos, sente-se uma mulher.
  • Uma mulher no corpo de um homem.
  • A mulher, com os órgãos sexuais femininos, sente-se um homem.
  • Um homem no corpo de uma mulher.

Esta inconformidade pode causar um sofrimento em viver com a genitália que não se adequa ao seu sentimento de pertencer.

Sendo assim, a pessoal transexual pode ansiar por uma mudança de sexo e procuram pela cirurgia sexual (redesignação sexual).

A travesti

A travesti veste roupas e acessórios associados ao sexo oposto. Está ligado as expressões de gênero. Vivem parte do dia ou até mesmo o dia a dia como sendo do sexo oposto. É uma identidade feminina.

O termo travesti é um termo mais marginalizado. Está permeado de questões econômicas e sociais. Nas palavras da cartunista Laerte “Crosdresser é uma travesti de classe média”.

Muitas mudam seus nomes, corte de cabelo, modos e trejeitos, timbre de voz de acordo. Algumas chegam a usar hormônios, realizar cirurgias plásticas, como o silicone nas mamas e nádegas.

Como geralmente não há o desconforto com seu sexo de nascimento não costumam fazer a cirurgia de redesignação.

Travesti ou Drag Queen

A Drag queen / O Drag King é um(a) personagem.

Não é uma expressão de gênero, já que a pessoa não vive travestida no dia a dia, a pessoa ‘se monta’ (se produz – roupa, maquiagem, penteado) para uma performance artística.

Pode também ser de qualquer gênero e de qualquer orientação sexual.

Dicas de Filmes!

Deixo aqui a sugestão de alguns filmes que podem te auxiliar nesta compreensão. Lembre-se! Conhecer para respeitar!

A Garota Dinamarquesa (2016)

Meu nome é Ray (EUA, 2016)

Elvis e Madona (Brasil, 2010)

Documentário: Laerte-se (Netflix)

Veja também como encontrar ajuda profissional com psicólogos especializados em identidade sexual e de gênero.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(16 avaliações, média: 4,56 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Psicopedagoga, Sexóloga, Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX, Delegada Estadual - Goiás biênio 2018/2019 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

O que é Sugar daddy e Sugar Baby?

25 de setembro de 2018
Close