Considerado um dos gestos mais significativos da sexualidade, o beijo é um dos atos mais importantes de conexão entre humanos.

Sobretudo o primeiro beijo dado entre seres que se desejam, é na essência, praticamente definitivo para a continuidade ou não de uma relação de casal.

Esquecido por uns, valorizado por outros, é o próprio beijo que depois de anos mantém casais em contato.

Leia também:

Priorizado em geral pelas mulheres, relatos em clínica são comuns, que depois de algum tempo, os homens esquecem de beija-las.

Poucas relações de casal onde o beijo não é presente, se mantém após alguns anos.

Inclusive casais que relatam não curtir o beijo do(a) companheiro(a), com grande frequência mencionam insatisfações na intimidade.

A incompatibilidade do beijo está na base de algumas disfunções sexuais. Tanto que uma das primeiras perguntas feitas em terapia para tratamentos do sexo é: Como é o beijo?

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

A boca é entrada de inúmeros estímulos

Altamente sensível, pode realizar movimentos que outros órgãos não conseguem alcançar.

Está localizada muito próxima do nariz, e permite junto com ele a percepção de quase 10.000 estímulos diferentes.

Com a diferença de gostos, cheiros, sabores e temperaturas, um bom beijo é uma potência em estímulo cerebral.

É pelo beijo que sentimos se há afinidade afetiva e sexual.

Sendo, em geral as mulheres as primeiras a avaliar a boca de quem desejam beijar, são elas as primeiras a valorizar um sorriso atraente, a beleza dos dentes e a importância do bom hálito, avaliando também com isto a possibilidade de beijar e ser beijada.

O beijo fala

É também pelo beijo que conhecemos alguém. Ansiedade, excitação, alegria, medo, dúvida, desejo e outras emoções são percebidas no beijo se prestarmos atenção nele.

Beijo fala

Não importa aonde o preferimos, importante é o estímulo. Necessariamente não precisa ser na boca, o importante é cobrir toda a sua pele.

Beijos na nuca, nas costas, nos ombros, na parte interna dos braços, nas mãos, nos pés, na coluna vertebral, atrás dos joelhos, ou em qualquer parte do corpo, com freqüência despertam sensações inclusive mais intensas que tocando diretamente o genital.

Provados pela Medicina e pela Psicologia, apontam estas ciências que todas estas áreas são sensíveis a qualquer estímulo.

Beijo bom melhora a saúde, aumenta a intimidade e faz desfrutar da vida, mas não caminhemos nestes campos somente pela ciência, e sim pela experimentação de um beijo intenso, onde quer que ele esteja.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(5 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Marlon Mattedi
Marlon Mattedi

Psicólogo. CRP 12/03841. Terapeuta Sexual. Pós-graduado em Terapia Sexual pelo Instituto Brasileiro de Sexologia e Medicina Psicossomática de São Paulo (ISEXP/SP) e pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo/SP. Especialista em Sexualidade pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). Especialista em Orientação, Terapia Sexual e de Casal pela Fundação SEXPOL de Madrid-Espanha - Instituto vinculado a Sociedade Européia (FES) e a Associação Mundial para a Saúde Sexual (WAS). Secretário Geral da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH) Gestão 2016-2017 e co-fundador do Portal Sexosemduvida.com.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Como ter criatividade no sexo?

Close