Aposto que você já ouviu muito falar na próstata. Mas afinal, o que é a próstata? E para que ela serve?

Pensando nessas perguntas hoje resolvemos dedicar um post inteirinho a esse assunto!

Tudo isso e muito mais sobre a próstata para você.

Leia também:

Onde fica a Próstata?

A próstata é uma glândula pequena. Alguns comparam com o tamanho de uma noz, localizada atrás da sínfise púbica (aquele osso que fica abaixo do umbigo de onde sai o pênis).

A próstata fica entre a bexiga e o pênis. A uretra passa pelo meio da próstata e da bexiga indo até o pênis, permitindo a saída da urina.

A próstata pesa em torno de 15 a 20 gramas quando está saudável. E lembre-se, apenas os homens possuem essa glândula.

Onde fica a Próstata
Fonte HIFU Brasil

Localização da Próstata

Qual a função da Próstata?

Mas então para que serve a próstata?

A sua principal função é produzir substâncias importantes para a nutrição e sobrevivência dos espermatozoides.

Para você ter uma ideia a próstata produz de 25 a 30% de todo sêmen que sai na ejaculação.

Por isso ela tem um papel importante na fertilidade masculina, se você um dia quiser ter filhos, deve cuidar também da qualidade da próstata.

A próstata também produz o PSA, você já ouviu falar nessa sigla?

Se você é homem e tem acima de 40 anos provavelmente seu médico já pediu um exame para ver como estava o seu PSA (esta é uma sigla em inglês para Antígeno Prostático Específico, um nome complicado, você não precisa gravar, mas falo para você saber).

A função desse antígeno é liquefazer o esperma que sai espesso na ejaculação.

Ou seja, o esperma sai com uma textura mais grossa no momento da ejaculação, mas ele precisa ficar mais líquido quando está na vagina para permitir que os espermatozoides se movimentem.

Movimentação dos espermatozoides

Quando o homem está saudável, apenas uma pequena parte do PSA chega até a circulação sanguínea e pode ser medida por um exame de sangue.

Por este motivo, se você um dia tiver o seu PSA acima dos níveis esperados, o médico pode começar a suspeitar que alguma anormalidade esteja acontecendo na próstata, e o urologista é o profissional mais indicado para investigar o que está acontecendo.

Quais são as principais doenças e alterações da Próstata?

Existem três doenças que mais atingem a próstata. Cada uma delas apresenta sintomas diferentes.

Por isso se um dia você, ou algum amigo seu, apresentar qualquer um dos sintomas descritos abaixo deve procura ajuda médica para iniciar a investigação.

1) Prostatite ou Dor Pélvica Crônica

Pode ser causada por uma bactéria ou uma inflamação na próstata, e é um dos principais motivos pelo qual o homem procura o urologista. Pode se apresentar nas formas aguda, subaguda e crônica.

Quando a prostatite se torna crônica ela não pode ser tratada apenas com antibióticos!

Já sabemos que essa relação é muito mais complexa. E hoje muitos especialistas preferem chamar a prostatite de repetição de síndrome de dor pélvica crônica.

A opção por chamar assim se deve ao fato de os fatores que causam a dor não serem somente a próstata.

Prostatite
Fonte: Hospital Israelita Albert Einstein

E aqui temos uma situação que traz sofrimento para muitos homens por passarem meses com dor sem conseguir achar um diagnóstico correto.

Por isso ressalto, se você tiver este tipo de dor, busque sempre uma avaliação.

A dor pélvica crônica masculina é definida como dor, pressão, edema ou desconforto localizados no períneo, púbis, pelve ou órgãos genitais.

Dentre os sintomas estão também: dor ou desconforto no pênis e testículos.

Os homens referem também sintomas na uretra como: disúria (dor ao urinar), jato de urina fraco, jato de urina intermitente e dor no momento da ejaculação.

Muitos homens acabam desenvolvendo disfunções sexuais como a disfunção erétil. Estes homens acabam se sentindo cansados, desmotivados e alguns tem sintomas depressivos.

Assoalho pélvico masculino
Assoalho Pélvico Masculino

Nestes casos a musculatura do assoalho pélvico (Figura) também está prejudicada e provavelmente tem contraturas e tensões que precisam ser avaliadas e tratadas corretamente.

2) Próstata Aumentada ou Hiperplasia Prostática Benigna

Estes dois termos também você já deve ter escutado frequentemente em meios de comunicação ou até mesmo na conversa com amigos.

A hiperplasia prostática é quando a próstata fica aumentada. Esse aumento não quer dizer que seja um câncer!

Normalmente esse aumento é benigno e afeta, em algum grau, a maioria dos homens acima dos 50 anos.

Próstata aumentada

O que leva a próstata aumentar ainda não está totalmente esclarecido, mas fatores como hereditariedade, idade, disfunções hormonais, alimentares, ambientais e inflamatórias estão entre os fatores de risco.

Alguns homens apresentam dificuldade para urinar e/ou urgência miccional (vontade de urinar que não pode ser protelada) que podem ser tratados com remédios e exercícios para a musculatura do assoalho pélvico.

Da mesma forma, se sintomas assim estiverem aparecendo em você, faça uma consulta para avaliação.

3) Câncer de Próstata

É uma das formas mais comuns de câncer nos homens (além do câncer de pele).

É um câncer cada vez mais reconhecível pelos urologistas, mas ainda é uma importante causa de morte (segunda causa de morte por câncer, atrás somente do câncer de pulmão).

Se ele for detectado através dos exames preventivos em um estágio inicial ele é facilmente tratado.

Câncer de Próstata
Fonte: American Cancer Society

O grande temor dos homens são as sequelas da cirurgia, por isso, você saber de algumas informações é de estrema importância.

Alguns homens ficam com incontinência urinária e disfunção erétil após o tratamento para o câncer de próstata.

Porém, os sintomas podem se solucionar espontaneamente após alguns meses. Mas existem tratamentos medicamentosos e fisioterapia pélvica para acelerar o processo.

Se você passou por uma cirurgia e ainda assim permaneceu algum sintoma existem procedimentos cirúrgicos como o esfíncter artificial e a prótese peniana. Então, não há o que temer. O mais importante é a sua saúde!

Lembre-se que após a cirurgia não haverá mais ejaculação (não sairá mais sêmen), mas o orgasmo continuará!

Isso porque nos homens a ejaculação e o orgasmo costumam acontecer ao mesmo tempo, mas agora sem a próstata a ejaculação não ocorrerá.

O orgasmo continuará

Na minha prática clínica vejo que quem mantém a intimidade com a parceira durante o processo de recuperação relata melhora da vida sexual, pois resgata as carícias e todo o prazer que vai além da penetração e quando recupera a função erétil não abandona mais os hábitos cultivados durante o processo.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Quais as cirurgias para a Próstata?

Um dos principais tratamentos para o câncer de próstata é a cirurgia chamada de prostatectomia radical.

Nela é possível remover todo o tumor maligno e curar o câncer, especialmente quando se detecta a doença em uma fase inicial com os exames preventivos como o exame de toque e PSA, lembra que falei do PSA pra você lá na frente?

Cirurgias para a próstata

Embora este tratamento seja o mais indicado, pode também ser necessário em alguns casos realizar quimioterapia e radioterapia após a cirurgia para eliminar todas as células malignas.

A recuperação da cirurgia é relativamente rápida e é recomendado ficar de repouso, evitando esforços até a liberação médica que costuma levar em torno de 15 dias.

Depois desse tempo, pode-se retornar progressivamente às atividades do dia-a-dia, como dirigir ou trabalhar, no entanto, a permissão para esforços só ocorre após 90 dias da data da cirurgia.

Após a cirurgia se fica com uma sonda vesical (um caninho que vai permitir a saída da urina pela bexiga até a cicatrização do local da cirurgia que leva em torno de 10 dias).

Quais os sintomas que a próstata está mal?

Uma das preocupações dos homens e pode ser talvez a sua, é como saber se a próstata está mal.

Fique atento aos seguintes sintomas que podem indicar se a próstata está mal:

  • dor pélvica,
  • dificuldade para urinar,
  • dor para urinar,
  • dor para ejacular,
  • aumento da frequência urinária,
  • jato fraco de urina,
  • incontinência urinária,
  • ejaculação rápida,
  • ou uma disfunção erétil.

Como são os exames preventivos e o exame de próstata

Se um dia você for fazer um exame preventivo você vai perceber que o modo mais seguro de prevenção e tratamento precoce das doenças da próstata são os exames.

Exames preventivos

Na consulta com o urologista ele fará perguntas gerais e específicas sobre o sistema urinário e genital e irá solicitar exames de sangue como o PSA, extremamente útil para monitorar o aparecimento do câncer, visto que sua concentração no sangue quase sempre se mantém em níveis normais na hiperplasia prostática benigna e aumenta consideravelmente nos casos de câncer da próstata.

O toque retal (introdução do dedo no ânus) dói?

Toque retal

Por fim, o toque retal que é realizado pela introdução do dedo indicador do médico, lubrificado e enluvado, no ânus, é uma das técnicas utilizadas para verificar alterações na próstata.

É um exame seguro, onde os médicos são treinados para isto. Dura menos que 10 segundos e é indolor, não vai doer, e pode salvar a sua vida.

Busque sempre profissionais médicos ou especificamente fisioterapeutas pélvicos para esclarecer suas dúvidas sobre a próstata.

Fisioterapeutas especialistas em fisioterapia pélvica são profissionais indicados para estas e outras questões.

Estamos aqui para lhe atender sempre que você desejar.

Fontes:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(7 avaliações, média: 4,43 de 5)
Loading...
Show Full Content
Cristiane Carboni
Cristiane Carboni

Fisioterapeuta pélvica. CREFITO 147366. Mestre em Reabilitação do Assolho Pélvico pela Universidade de Barcelona/Espanha, Mestre em Ciências da reabilitação pela Universidade de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Doutoranda em Ginecologia e obstetrícia pela Universidade do Rio Grande do Sul, Membro do Comitê de Fisioterapia da Sociedade Internacional de Continência (ICS), Diretora da escola de fisioterapia da ICS, Secretária da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana(SBRASH) para a gestão 2018/2019, coordenadora da pós graduação de fisioterapia pélvica da faculdade Inspirar de Porto Alegre, especialista em saúde da mulher pelo CREFITO e Especialista em sexualidade humana na área da educação pela SBRASH.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Dispareunia, dor na relação sexual – Sintomas, Diagnóstico e Tratamento

Close