O sexo pode ser usado de maneira negativa, assim como qualquer outra forma de relação pode ser usada assim também.

A sexualidade pode ser vivida de um jeito tóxico, em um comportamento de se auto machucar, explorar e compensar.

Leia também:

Eu estou querendo dizer que o sexo pode ser uma forma de expressar sentimentos de maneira distorcida.

É muito importante que você saiba identificar se o que deseja é mesmo fazer sexo ou se na verdade está procurando um colinho, uma boa conversa, um conforto pra uma situação difícil.

Muita gente confunde e acaba banalizando aquilo que realmente está sentindo.

Sim, sexo é maravilhoso, mas pode ser nocivo se o usarmos como moeda de troca, como muleta e como uma forma confusa de receber afeto.

A liberação sexual, as novas ideias abertas são sensacionais sim, poder usufruir das sensações do próprio corpo é sair da gaiola. Mas, ser refém do uso que fazemos dele é ser trancafiado na mesma gaiola da qual acaba de bater asas.

Sabe quando você quer namorar aquele carinha ou aquela menina, tem vontade de ir ao cinema de mão dada, quer curtir um dia com os amigos junto, assistir filme grudado no sofá, falar sobre teu dia e perguntar sobre o dele e você então cede a todas as investidas sexuais esperando que num belo dia possa viver tudo isso?

E quando se dá conta nem pensa mais se está com vontade daquele sexo, nem daquela posição, nem de mais um monte de coisas, porque não se questiona e acha que um dia vai rolar o romance.

E isso se repete inúmeras vezes e você nem precisa mais usar brinquedos sexuais, pois já virou o próprio. Isso acontece demais!

E a única certeza é a frustração. Questione-se! Faça uma varredura pelos teus sentimentos pra ver se realmente só o sexo é suficiente nessa relação, se não for, se respeite-se e se for se joga e aproveita.

Frequentemente o amor próprio frágil faz com que a pessoa se coloque em situações que poderiam ser evitadas se existisse mais entendimento sobre as emoções e mais carinho por si mesmo.

Transar pra manipular, segurar, controlar, chantagear alguém é o passaporte pro sofrimento. Se você identifica este comportamento preste atenção e reavalie suas atitudes.

No consultório eu recebo mulheres e homens (mais mulheres que homens, talvez por questões culturais) que fazem uso do sexo de maneira nociva e os sentimentos entre eles são bastante comuns: sofrimento, sensação de estar sujo, de ter sido usado, arrependimento, tristeza.

O autoconhecimento é fundamental para que você perceba este tipo de comportamento.

Transar sem ter vontade, praticar formas de sexo sem estar confortável, permitir que desfrutem do seu corpo sem isso te trazer bem-estar e satisfação é um jeito de se violar, de mostrar pouco cuidado e carinho consigo mesmo.

E então voltamos pra aquele clichê que diz que a gente só é amado por alguém quando consegue se amar. Eu penso que os clichês existem porque eles falam verdades bem fortes.

É lindo ver alguém curtindo sua sexualidade com liberdade, cuidando da sua saúde e se preservando.

As pessoas que tem uma vida sexual ativa são mais dispostas, alegres, bem-humoradas, desde que elas estejam fazendo sexo por vontade, respeitando seus limites físicos e emocionais.

As vezes prender quem não quer ficar pra não ter que lidar com a angústia da partida é a despedida do autorrespeito e do auto-amor.

A verdade dói, mas depois liberta, a vida é curta pra desperdiçar e o corpo é o máquina mais sensacional do universo, a morada da alma e dos desejos.

E este texto pode ser um convite pra você pensar se está sendo tão legal com si mesmo(a) como deseja que os outros sejam.

Um beijo, hasta la vista, baby 😉

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(13 avaliações, média: 3,85 de 5)
Loading...
Show Full Content
Ana Luiza Costa
Ana Luiza Costa

Ana Luiza é Psicóloga (CRP 08100/87). Especialista em Sexualidade Humana pela Universidade Federal de São Paulo USP/SP. Terapeuta Sexual, Formada em Terapia de Casal pelo Instituto de Terapia e Centros de Estudos da Família INTERCEF/PR. Mais de 12 anos de experiência clínica no tratamento das principais disfunções sexuais.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Tudo sobre Sexo você encontra aqui

8 de setembro de 2016
Close