Se você está lendo este texto, talvez seu relacionamento tenha terminado. Talvez tenha digitado no Google para encontrar dicas que possam lhe ajudar.

Talvez você esteja se perguntando por onde seguir o caminho, de onde tirar forças…

Inicialmente é fundamental você verificar se você quer continuar tentando reconectar esse relacionamento, ou, se quer seguir em frente.

Caso decida seguir, deixo pra você 10 DICAS para seguir em frente!

Leia também:

1) Sobreviva à crise

Não sei em que situação especificamente você se encontra, mas a primeira regra é: SOBREVIVA À CRISE!

Há formas de melhorar o mal-estar e manejar extremas emoções.

Num primeiro momento, tomar um banho frio, não estranhe, isso mesmo que você leu, um banho frio (mudando a temperatura do seu corpo) ou fazer um exercício intenso (dentro de suas condições de saúde!) podem auxiliar em muito.

Já vou lhe explicar isso tudo como irá lhe ajudar.

2) Relaxe

Faça um relaxamento.

Há diversos tipos de relaxamento, mas basicamente coloque-se em posição confortável, respire lentamente, coloque uma música/som e imagine-se em um lugar agradável, onde você se sinta bem.

Tem algum lugar? Imagine-se lá durante alguns minutos.

Deixe-se levar pela sensação de paz.

Faça um relaxamento

3) Distração

Num segundo momento, a DISTRAÇÃO pode ser muito útil.

Foque sua mente em outras situações, outros acontecimentos…

Matricule-se em uma academia… caminhe no parque e veja os passarinhos voando, sinta o cheiro da terra, vá passear no seu bairro ou num shopping, convide uma amiga ou um amigo para ir ao cinema.

4) Ative-se

O que faz tempo que você vem empurrando e não faz?

Tente não focar nos pensamentos relacionados ao luto da perda por alguns instantes e faça uma lista de atividades que precisa fazer e não fez ainda.

Coloque metas e datas e cole em um mural bem à vista. Você vai se ocupar e se sentir mais útil.

5) 5 sentidos

Use os 5 sentidos para acalmar-se, acarinhar-se.

Toque, olhe, escute, cheire, ingira algo.

Acaricie seu gato ou cachorro, deixe sua casa bonita de se olhar, compre um perfume novo, escute músicas agradáveis (não vale escutar as que façam você lembrar do(da) ex!), contrate um massoterapeuta (ou peça a uma amiga, um amigo, um irmão ou irmã) e perceba os movimentos da massagem.

Faça um diário

6) Diário

Faça anotações sobre as dificuldades que você está vivendo neste momento da vida.

O que dói mais?

Você está conseguindo lidar e aceitar essa situação?

Anote sobre tudo isso e o que mais lhe vier à mente e reflita em como pode brigar menos com a realidade.

7) Futuro

Dependendo de suas escolhas do presente, seu futuro será construído.

Repense em como você quer ser (talvez tenha se esquecido, deixado características suas adormecidas).

Se você tem fé, pratique sua fé.

Se gosta de dançar, vá encontrar um lugar para atuar isso!

Você tem desejo do quê?

8) Desenvolvendo-se

Tenha em mente que VOCÊ é o foco de sua vida.

O que aconteceu no relacionamento passado que poderia ser feito melhor no próximo?

Como pode cuidar melhor de si, buscando evoluir e ser alguém melhor? Como você se gosta mais?

Podemos sempre evoluir e melhorar!

Desenvolva-se

9) Limpeza

Talvez seja melhor você limpar a casa de objetos e lembranças do ex.

Neste momento pelo menos, é possível que não seja prudente vocês terem contato, pois pode atrapalhar o luto da relação.

Limpe sua casa dessas memórias e parta para vida nova!

Cuide com fofocas e redes sociais, que poderão deixar você mais triste e irritado.

Se pensar em contatá-lo, quem sabe chame um amigo ou vá dar uma volta até a vontade passar?!

10) Aqui e agora

Foque no aqui e agora, então tente achar significado no presente momento e preste atenção no que vivencia, percebendo cada atividade do instante atual.

Observe as sensações do corpo, os sons que rodeiam o ambiente, a maneira que respira, os pensamentos que vêm.

Perceba a vida que está com você. Seja um observador concentrado! Pode por vezes ser desagradável, mas irá auxiliar no processo de luto.

A vida precisa seguir, com ou sem a pessoa que estava junto. Portanto, tente encontrar atividades relaxantes para sua nova etapa de vida e viva sua dor também, intercalando estar plenamente atento à dor (para ir elaborando) ou distrair-se.

Caso precise de um profissional, procure ajuda! Estou aqui para lhe ajudar se você precisar.

Um vídeo que também vai te ajudar:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(4 avaliações, média: 4,75 de 5)
Loading...
Show Full Content
Rita Nunes
Rita Nunes

Psicóloga pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), CRP 07/11159. Especialização em Saúde Comunitária pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS); Especialista em Sexualidade - Terapia Sexual pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH); Formação em Psicoterapia Psicanalítica (Fundação Universitária Mário Martins-FUMM); Formação em Terapia de Casais pelo Instituto de Terapia Cognitivo Comportamental (InTCC); Integrante da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH) e da Sociedade de Psicologia do Rio Grande do Sul - SPRGS.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Psicóloga fala sobre a relação entre Depressão e Sexo

1 de fevereiro de 2017
Close