Há tempos falo da relação íntima entre Vinho e Sexualidade. De que há mais de uma relação entre eles.

Com fundamentos científicos estudos apontam as propriedades que ligam um ao outro.

De alterações na libido à saúde de artérias e veias, diálogos mais sinceros até encontro entre pessoas são observados em quem ingere moderadas e saudáveis quantidades desta bebida.

Não é de se estranhar, aliás, é o resultado esperado. Baco, deus do vinho, sabia disto.

Romanos consideravam o tal como promotor da paz. Vinho e sexo, sempre foram companheiros íntimos em grandes momentos.

Vinho fez união de amigos, aproximou amantes e esteve presente em encontros amorosos nos mais diversos cantos deste planeta.

Subiu montanhas, esteve nas praias, foi aberto em clima romântico até orgias, e hoje é parte integrante do processo de sedução de uma boa parcela de casais neste mundo.

Vinho vai além do álcool, vinho tem vida!

Vale ressaltar que a diferença entre o veneno e o remédio está também na dose. Falo aqui da “apreciação” do vinho e não da sua dependência.

A aventura de apreciar um bom vinho é encantadora, prazerosa e saudável, algo semelhante a vivência do sexo de forma plena.

Encantador prazeroso e saudável deveria ser também este último. Nas mesmas experiências, no sexo ou no vinho, ao vivencia-los com os 5 sentidos, visão, olfato, paladar, tato e audição, em ambos o prazer avisa que está por perto.

Para um bom amante estimular os 5 sentidos é foco da sua atenção. Para um bom degustador de vinhos, o prazer não está no estômago.

Começa na escolha e observação do vinho, com frequência também na companhia para degusta-lo, e desde a visão, o olfato até o paladar, todos os sentidos são estimulados.

Ao fazermos uma boa harmonização com vinho, ou perceber a harmonização no sexo é nítido o prazer do momento.

Alguns vinhos exigem que os degustemos com a alma para que possamos compreendê-los.

Outros podem um desfrute tranquilo, para que ganhem espaço aos poucos. Mais uma vez o vinho próximo das relações íntimas humanas.

O vinho faz revelar segredos, o sexo também. Num vinho mostramos quem somos, no sexo também.

O vinho transpõe medos, assim o sexo também faz. O vinho revela sonhos, o sexo também.

Medos e desejos, sonhos e paixões surgem com vinho ou com o sexo.

Independente das reações que tal bebida pode provocar continua unindo amantes, reis e plebeus, senhores e escravos, amigos distantes ou próximos.

Há quem se questiona se tomamos o vinho ou é o vinho que nos toma. Há quem se pergunta se fazemos amor ou é o amor que nos faz.

De todas as formas, que tenhamos bons vinhos, muitos brindes e boas companhias.

Leia também:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Nenhuma Avaliação Ainda)
Loading...
Show Full Content
Marlon Mattedi
Marlon Mattedi

Psicólogo. CRP 12/03841. Terapeuta Sexual. Pós-graduado em Terapia Sexual pelo Instituto Brasileiro de Sexologia e Medicina Psicossomática de São Paulo (ISEXP/SP) e pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo/SP. Especialista em Sexualidade pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). Especialista em Orientação, Terapia Sexual e de Casal pela Fundação SEXPOL de Madrid-Espanha - Instituto vinculado a Sociedade Européia (FES) e a Associação Mundial para a Saúde Sexual (WAS). Secretário Geral da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH) Gestão 2016-2017 e co-fundador do Portal Sexosemduvida.com.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

8 dicas rápidas de Como Fazer Sexo por Telefone

Close