O que é ejaculação precoce?

A ejaculação precoce acontece quando um homem ejacula antes do que ele, ou sua companheira(o) gostaria.

Estimativas apontam que 1 em cada 3 homens sofrem com a ejaculação precoce pelo menos uma vez na vida. Sendo assim, esta é uma queixa sexual muito comum.

Não existe um tempo exato que seja considerado ejaculação precoce, contudo, especialistas apontam que pode ser considerado ejaculação precoce em três situações:

  1. Quando o homem ejacula antes de iniciar a penetração
  2. Quando o homem ejacula em menos de 1 minuto após ter iniciado a penetração
  3. Quanto o homem ejacula logo após ter iniciado a penetração, sem haver o controle

Já a Sociedade Internacional de Medicina Sexual acrescenta que a incapacidade de retardar a ejaculação em todas ou em quase todas as penetrações também já é um dos aspectos considerados como ejaculação precoce.

Sintomas da ejaculação precoce

O sintoma principal da ejaculação precoce é a incapacidade de retardar a própria ejaculação por mais de um minuto após o início da penetração. 

Além de ocorrer durante a penetração, o problema também pode ocorrer durante a masturbação ou em outros momentos durante o encontro sexual.

A ejaculação precoce pode ser classificada como: 

  1. Primária (desde sempre): Quando ela sempre existiu, desde as primeiras experiências sexuais.
  2. Secundária (adquirida): Quando ela surge em um determinado momento na vida.
  3. Situacional (situações específicas): Quando ela ocorre somente com determinadas companhias, ocorre com umas pessoas mas não com outras, respondendo diferente para diferentes companhias. Quando ela ocorre em determinados ambientes, acontecendo em alguns ambientes, mas não se repetindo a ejaculação precoce em outros ambientes, ou seja quando ocorre em situações específicas.  
  4. Generalizada (em todas as situações): Quando a ejaculação precoce ocorre independente de local, companhia, situação, ela ocorre sempre em todas as oportunidades. 

Quando buscar um médico

Ejaculação precoce é um problema comum e tratável. Busque ajuda profissional quando ela acontecer na maioria das suas relações sexuais, ou quando esta dificuldade estiver lhe incomodando.

Se você ejacula rápido apenas de vez em quando, não há por que se preocupar.

Diagnóstico da ejaculação precoce

Na consulta o profissional irá perguntar sobre o seu histórico de experiências sexuais e irá investigar se este problema é recente ou se sempre ocorreu.

Provavelmente o seu médico solicitará exames físicos onde em um Andrologista ou Urologista irá investigar os aspectos físicos e hormonais envolvidos na parte física da sexualidade. Por exemplo: Testosterona, Estrogênio, glicose, PSA (próstata), ferritina, e outros exames podem ser solicitados. 

Descartado qualquer problema físico, devem ser investigados problemas emocionais e psicológicos. A investigação de problemas psicológicos relacionados à sexualidade deve ser feita por um psicólogo ou médico com especialização em sexualidade humana.

Na consulta com um especialista em sexualidade o mesmo investigará situações emocionais, como ansiedade, stress, fobias, medos, violências sexuais, históricos relativos a sexualidade, problemas de relacionamento conjugal. 

Uma vez verificados os problemas psicológicos, parte-se para as questões de aprendizagem, de condicionamento, para avaliar as questões comportamentais, nas quais o paciente pode ter educado, treinado ou condicionado o organismo a esta situação de ejacular rapidamente. 

Identificando a causa, se estabelece o tratamento. 

Causas e fatores de risco

As reais causas da ejaculação precoce são muito estudadas, porém ainda não há um consenso total sobre as causas. 

Estudos e experiências clínicas demonstram que há uma combinação entre causas psicológicas e biológicas (físicas).

Causas psicológicas:

  • Abuso sexual
  • Ansiedade
  • Stress
  • Depressão
  • Medo
  • Culpa
  • Preocupação se vai gozar rápido
  • Preocupação com o desempenho
  • Problemas no relacionamento
  • Educação, treinamento ou condicionamento do organismo para ejacular rapidamente
  • Falta de autoconfiança em relação ao corpo
  • Repressão sexual

Causas biológicas (físicas)

  • Níveis hormonais desregulados
  • Níveis anormais de substâncias químicas cerebrais chamadas neurotransmissores
  • Inflamação ou infecção em órgãos como próstata ou uretra

Homens com disfunção erétil, ou seja, a dificuldade em ter ou manter uma ereção do pênis, podem também desenvolver um quadro de ejaculação precoce, devido à preocupação e ansiedade em ter uma relação sexual. 

Complicações

A ejaculação precoce, quando não tratada, pode causar complicações como problemas de relacionamento, stress, problemas de fertilidade e também pode criar um quadro de disfunção erétil, causada pelo medo e ansiedade em relação ao sexo. 

A ejaculação precoce quando não tratada e não solucionada, pode também gerar quadros de disfunção erétil.

Tratamentos para ejaculação precoce

95% dos homens conseguem bons avanços ao mudar hábitos e comportamentos. Conheça algumas opções de tratamento comumente utilizadas.

Psicoterapia com um especialista em sexualidade:

O psicólogo ou médico que tenha especialização em sexualidade humana poderá tratar problemas como a ansiedade, depressão, medos e maus hábitos que contribuem para um homem ejacular rapidamente.

Técnica do start-stop:

Fazer a penetração até próximo ao ponto da ejaculação, então parar a penetração, esperar 30 segundos, e em seguida continuar.

Ponto negativo desta técnica: Homens relatam que após tentar esta técnica, quando iniciam novamente a penetração, o desejo de ejacular já vem forte, e frequentemente  na intensidade alta que estava quando pararam. 

Apertar a cabeça do pênis:

Quando o orgasmo estiver chegando, parar a penetração e apertar a cabeça do pênis até a vontade de ejacular ir embora.

Ponto negativo desta técnica: Ela faz o sexo parar, retirar o pênis para apertar a glande, e voltar a penetrar. Fica uma situação incômoda de retirar e colocar o pênis diversas vezes. 

Pensar em outra coisa:

Alguns homens conseguem durar mais tempo e retardar a ejaculação pensando em outras coisas, o que faria diminuir a excitação. 

Ponto negativo desta técnica: Pensar em situações negativas e desestimulantes, ou situações neutras, pode aumentar os riscos de desenvolver uma disfunção erétil.

Fortalecer os músculos do assoalho pélvico:

Assoalho pélvico fraco pode contribuir para a ejaculação precoce. Para fortalecer estes músculos, encontre o músculo utilizado para parar o jato de urina, contraia ele por 3 segundos, relaxe por 3 segundos e repita este movimento por 10 vezes. Faça isso ao menos 3 vezes por dia.

Ponto negativo desta técnica: Mesmo com os músculos do assoalho pélvico fortalecidos, se você estiver com ansiedade, emoções em desequilíbrio, ou tiver condicionado o seu organismo a ejacular rapidamente, há grandes chances de ejacular rápido. 

Usar camisinha retardante:

Pode diminuir um pouco a sensibilidade do pênis e ajudar no controle.

Ponto negativo desta técnica: A camisinha retardante possui uma substância sobre o látex, que não fica somente no pênis de quem está com a camisinha. Essa mesma substância anestesiante vai anestesiar também a área que encostará na pessoa que estiver se relacionando sexualmente, ou seja, vai interferir na sensibilidade da outra pessoa.

Se masturbar antes do sexo:

Pode ser útil a alguns homens ter um orgasmo e ejacular antes de ir para a relação sexual. 

Ponto negativo desta técnica: Pode até ter funcionalidade para homens mais jovens, que logo após terem uma ejaculação conseguem em um curto espaço de tempo ter uma nova ereção. 

Entretanto, com o passar dos anos esta técnica deixa de funcionar, porque ao se masturbar e ejacular o tempo para ter nova ereção aumenta em pessoas não tão jovens e pode inclusive dificultar uma nova ereção já na sequência. 

Medicamentos:

Apesar de não haver comprovação científica da eficácia de medicamentos para o tratamento da ejaculação precoce, alguns medicamentos utilizados para outras doenças podem ajudar. 

  • Antidepressivos: Um efeito colateral dos inibidores da recaptação de serotonina é retardar o orgasmo. Contudo, estes medicamentos podem causar outros efeitos colaterais como náusea, sonolência, alteração no desempenho no trabalho, no trânsito, perda do desejo sexual, então cuidado para não tratar um problema e gerar outro.
  • Cremes anestésicos e sprays: Diminuem a sensibilidade no pênis, porém podem causar perda de sensibilidade também na parceira(o) e fazer você perder as boas sensações do sexo.
  • Medicamentos para disfunção erétil: Podem ajudar a manter a ereção por mais tempo, mas não são destinados à ejaculação precoce.

Como se preparar para um atendimento

Perguntas para fazer ao seu médico/psicólogo:

  • Como se chama a minha ejaculação precoce, ou seja: Qual diagnóstico já que temos na ciência 4 tipos de ejaculação precoce? Aí você já vai saber se é especialista e se ele domina o assunto para poder lhe ajudar.  
  • Quais técnicas da ciência você utilizará para a solução?
  • Se for remédios, qual a eficácia comprovada do remédio receitado? Quais são as estatísticas comprovadas para a solução da ejaculação precoce?
  • Quanto tempo estimado para a solução?

O que esperar do seu médico/psicólogo:

  • Empatia (capacidade de entender o quanto você está sofrendo com isso)
  • Conhecimento (capacidade técnica e de conhecimento científico para solucionar)
  • Ambiente: Que lhe atenda em um ambiente seguro
  • Online: Que mantenha no modo online todo o sigilo da clinica física.
  • Explicações claras: Que o profissional transforme a teoria em palavras simples para você entender e sair da consulta sem nenhuma dúvida sobre o seu caso. 
  • Detalhamento do tratamento: Que o profissional lhe esclareça já na primeira consulta como será o tratamento, e onde você chegará com a ajuda do mesmo. 
  • Sigilo: Que o profissional mantenha total sigilo dos seus dados, não havendo exposição alguma das suas informações. 

Dúvidas comuns 

É normal gozar rápido após muitos dias sem transar?

Sim. Assim funciona com os humanos e com os animais. Se estamos privados (ausentes) de sexo por muitos dias, acumulamos energia sexual e a tendência é ser um pouco mais rápidos quando vamos transar. 

No entanto o que não é normal é não ter controle nenhum, ou ter dificuldade em controlar simplesmente, porque ficamos um pouco longe do sexo.  

Muita masturbação causa ejaculação precoce?

Mais do que a quantidade é a forma que é feita. Mais do que o quanto se masturba o importante é como se masturba

Isso significa que você pode se masturbar muitas ou poucas vezes, se, se masturbar lentamente será sempre mais adequado. 

Ao mesmo tempo você pode se masturbar muito ou poucas vezes, mas se, se masturbar rapidamente, vai ter a tendência a acelerar a ejaculação. 

Repetidas vezes se masturbando rápido tende a desenvolver uma ejaculação precoce.

Sensibilidade no pênis causa ejaculação precoce?

O homem que está com ejaculação precoce tem a tendência a achar que porque ele é sensível no pênis ele ejacula rápido. 

Veja, todos os homens tendem a ser sensíveis no pênis, porque o pênis é uma área do corpo humano bastante sensível. Por essa lógica todos seriam precoces. 

O que ocorre é que, geralmente, homens que estão com ejaculação precoce são facilmente estimuláveis na vida, como um todo, e inclusive no seu próprio organismo, facilmente estimuláveis inclusive no sexo. 

Então, estes homens perceberão o seu pênis muito sensível. Ou seja, é por estar facilmente estimulável e sensível que ele percebe o pênis muito sensível e não por ser sensível na glande que ele se torna precoce. 

Fontes:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(19 avaliações, média: 4,47 de 5)
Loading...
Show Full Content
Marlon Mattedi

Psicólogo. CRP 12/03841. Terapeuta Sexual. Pós-graduado em Terapia Sexual pelo Instituto Brasileiro de Sexologia e Medicina Psicossomática de São Paulo (ISEXP/SP) e pela Faculdade de Medicina do ABC-São Paulo/SP. Especialista em Sexualidade pela Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH). Especialista em Orientação, Terapia Sexual e de Casal pela Fundação SEXPOL de Madrid-Espanha - Instituto vinculado a Sociedade Européia (FES) e a Associação Mundial para a Saúde Sexual (WAS). Secretário Geral da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana (SBRASH) Gestão 2016-2017 e co-fundador do Portal Sexosemduvida.com.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Seja poderosa

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Sexo tântrico, aprenda uma técnica inicial fácil

Close