Seu marido tem ejaculação precoce e você não sabe mais o que fazer?

Em algumas relações ele ejacula antes mesmo da penetração e outras já ejacula logo depois de te penetrar.

Você vem perdendo ou já perdeu a vontade de transar com ele. Já podem até ter chegado no ponto de estarem se evitando sexualmente.

Mas você o quer e ele a deseja. E a pergunta que fica é: o que você pode fazer pela vida sexual de vocês?

Abaixo vou dar 4 dicas do que você pode fazer se estiver passando por esta situação, mas antes quero falar sobre 2 pontos importantes.

Leia também:

Não se preocupe, você não está sozinha. Saiba que é comum ter dificuldades em lidar com a disfunção sexual do parceiro.

E, em vez de você se culpar ou culpar o seu marido ou até mesmo de desistir da vida sexual de vocês, veja como ajuda-lo nessa dificuldade.

A primeira coisa que você precisa saber é que é sim possível seu marido aprender a controlar a ejaculação e você pode ser sim uma grande parceira neste aprendizado.

1. Entenda o que é a ejaculação precoce:

É importante você aprender sobre a ejaculação precoce, pois é comum a carência de informações a respeito da sexualidade humana. Ou até mesmo informações distorcidas, cheias de mitos.

Vamos lá! A ejaculação precoce é a disfunção sexual mais comum entre os homens. Nada mais é que gozar rápido.

São raras as causas orgânicas para a ejaculação precoce, sendo o mais comum mesmo as questões psicológicas e de aprendizado.

Por isso é importante a avaliação clínica da saúde sexual do seu marido. Pois o que seria este rápido, já que há homens com tempo ejaculatório maior e menor e há mulheres que demoram mais para se excitar e atingir o orgasmo e outras menos?

Importante saber a adequação do casal para o diagnóstico de ejaculação precoce.

O que acontece então?

A maior dificuldade do seu marido é o foco na hora do sexo.

Homens que sofrem com a ejaculação precoce ficam tão preocupados em não ejacular rápido na hora do sexo que se esquecem de algumas atitudes importantes para nós mulheres sermos estimuladas sexualmente.

Isso é frustrante e angustiante para você, certo?

Então, se você não sabe o que fazer para se excitar, aprenda. Conheça seu corpo e as suas sensações pois só assim você poderá mostrar para ele como te excitar e não ficar apenas focado em retardar a ejaculação dele.

Esse ajuste do casal é muito importante para o sexo mudar e ser melhor.

Como lidar com a ejaculação precoce do marido

2. Eu posso ter contribuído?

Você já deve ter se perguntado se contribuiu para o surgimento ou para a manutenção da dificuldade sexual do seu marido. Perceba que eu falo em contribuição, não em culpa.

O que temos de observar é a dinâmica do casal. Pois, a ejaculação precoce, bem como qualquer disfunção sexual, é dificuldade do casal.

As sexualidades são diferentes em cada indivíduo. Então, é importante considerar as peculiaridades da resposta sexual de cada pessoa.

No que você pode parar e pensar é que com a melhora dele o tempo da relação sexual vai aumentar e vai melhorar. Você quer isto?

Se respondeu que sim, ótimo! Já está preparada para poder ajuda-lo. Sendo assim, mostre a ele que você está disposta a ajuda-lo, para terem juntos uma boa vida sexual.

Esta atitude irá melhorar o seu relacionamento e reacender a vida sexual de vocês.

Se respondeu que não, precisamos conversar um pouco mais…

O que acontece com você? Se você respondeu que não, pode, por exemplo, ter dificuldades em ter orgasmos, dificuldades em ter desejo, não ter tempo para lubrificar. E até mesmo desconhecer o seu corpo e as suas sensações.

Por que as mulheres não têm orgasmos sempre ou quase sempre? O que está por trás disso? Você tem ou já teve orgasmos? Você gosta de sexo?

Você já pensou sobre estas questões, na sua vida sexual? Comece então a pensar. Esta atitude vai melhorar e muito a sua vida sexual.

orgasmo

Algumas mulheres também aprendem que quanto mais rápido melhor. Que se ele ejacula rápido é porque tem muito tesão por você e não consegue se segurar. Mito, porque ele pode ter sim muito desejo por você e saber controlar o corpo.

Tendo estas informações em mente, aqui vão algumas dicas para você colaborar com a melhora da ejaculação precoce do seu marido:

1. Não exija desempenho

Num primeiro momento você não deve exigir desempenho dele, isto irá gerar mais ansiedade, que interfere na vida sexual, dificultando o bom funcionamento.

Evite o círculo vicioso, ejaculação precoce e ansiedade. Cobranças e exigências não fazem com que ele se cuide mais rápido e com mais eficiência. Na verdade, podem fazer com que ele se afaste e evite a vida sexual.

2. Mantenha o contato íntimo

Evitar o contato íntimo, que se torna comum nesta situação, é ruim pois também eleva a ansiedade. Então mantenham a intimidade sexual.

Como? Beijos, carícias, banhos, massagens e qualquer outro contato que não tenha o foco na penetração e na ejaculação.

3. Converse com sinceridade

Prime por uma boa comunicação. Uma boa conversa entre o casal sobre a dificuldade que vem acontecendo ajuda, e muito, a diminuir essa ansiedade do desempenho.

Vocês vão se tornando mais íntimos e parceiros e com menos críticas e cobranças. Fale com ele sobre o que você gosta e não gosta, de forma aberta e honesta, e peça para ele fazer o mesmo.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

4. Saiba a hora de tocar no assunto

Não insista em conversar sobre o assunto logo depois do acontecido. Você pode chama-lo, num outro momento, para conversar sobre o assunto e incentivá-lo a procurar ajuda.

Não tente resolver a questão sozinha, a insistência pode deixa-lo mais ansioso.

O primeiro passo dele é ele procurar por um profissional especializado, um tratamento para melhorar a vida sexual. E você será importante nesse tratamento.

Leia também: Como tratar Ejaculação Precoce

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(11 avaliações, média: 4,91 de 5)
Loading...
Show Full Content
Carolina Freitas
Carolina Freitas

Psicóloga, CRP 09/8329 (Inscrição anterior CRP 01 de 13/03/1998 a 05/12/2012). Psicopedagoga, Sexóloga, Mestre em Psicologia pela Universidade Católica de Brasília, Especialista em Educação Sexual. Terapeuta Sexual pelo Centro de Sexologia de Brasília CESEX, Delegada Estadual - Goiás biênio 2018/2019 da Sociedade Brasileira de Estudos em Sexualidade Humana SBRASH, Idealizadora e coordenadora o Programa Florescer - Gênero e Sexualidade.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Psicóloga fala sobre a relação entre Depressão e Sexo

Close