Talvez você esteja passando ou teme passar por uma crise em seu relacionamento e se perguntando o que posso fazer para salvar a relação?

Se você está nessa situação, continue lendo este texto, ele vai ser útil para você, pois vou abordar assuntos como diálogo, sexualidade, infidelidade conjugal.

Toda crise ou dificuldade no relacionamento conjugal deve ser analisada caso a caso para então elaborar uma análise mais próxima da realidade dos envolvidos.

Mas como isso, apenas é possível em atendimento clínico (psicoterapia) ao casal ou individualizado, procurarei descrever algumas dicas que são essenciais para compreender diversas dificuldades nos relacionamentos e com certeza essas podem ajudar a salvar seu relacionamento.

Leia também:

O que são crises em relacionamentos?

Podemos definir crises, como sendo toda e qualquer insatisfação, que de uma ou outra forma afeta a convivência harmoniosa entre o casal, causando sofrimento a um ou ambos os cônjuges.

Como resolver as crises? Por onde começar?

Procure relembrar o que foi que uniu vocês, o que fez se sentir atraído e se apaixonar por ele(a)?

Quais foram os aspectos importantes que ajudaram a manter a relação até hoje?

Relembrar a trajetória do relacionamento em momentos de crises ajuda o casal a ver tantos os pontos positivos e negativos, mas quando se foca apenas em resolver o conflito, frequentemente só se vê os defeitos do outro, gerando acusações e mágoas.

Talvez você esteja se questionando, mas porque a gente briga tanto hoje sendo que no início tudo ela tão maravilhoso?

Bem, na verdade o que ocorre com frequência no início do relacionamento, o casal vive a fase da paixão, nessa fase geralmente se vê apenas os pontos positivos do nosso companheiro (a), ou seja, apenas vejo na outra pessoa aquilo que sempre sonhei em ser o ideal de namorada (o) para mim.

Outro fator importante, que não podemos deixar de considerar, é que na fase da paixão é muito fácil ser gentil, romântico, atencioso com o outro.

Resolver as crises no relacionamento

Essas atitudes são quase que espontâneas.

Nessa fase também é menos frequente ocorrerem traições, pois ambos juram que encontraram o amor de sua vida e acreditam que esse amor vai durar a vida toda.

IMPORTANTE: É possível que esse amor possa durar a vida toda, porém para isso é necessário considerar o amor como uma plantinha, que necessita de cuidados diários com adubação irrigação, podas…

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Quais são os sonhos ou projetos que vocês têm em comum?

Geralmente o casal que tem projetos em comum consegue unir e direcionar mais forças para alcançar seus objetivos.

Estes projetos podem ser algo simples como uma viagem, aquisição de um imóvel, ou programação das próximas férias, bem como o planejamento de nascimento e ou educação dos filhos.

Caso o casal não tenha nenhum sonho ou projeto em comum, julgo interessante parar e ter um diálogo franco podendo iniciar respondendo as seguintes perguntas:

Porque quero viver com o meu parceiro (a)?

De que forma posso contribuir para a felicidade de meu cônjuge?

Avalie seu relacionamento

Avalie seu relacionamento

Com base nas expectativas iniciais do casal é bom avaliar o quanto esse relacionamento valeu a pena.

Talvez você diga, eu fiz de tudo para dar certo, mas vale se questionar como você percebe o empenho e o investimento de seu cônjuge nessa relação.

O que você está esperando dessa relação é o mesmo desejo de seu cônjuge.

Leia também: Como manter acesa a chama do relacionamento

Iniciando o diálogo

Você já deve ter escutado inúmeras vezes alguém lhe falar da importância do diálogo em um relacionamento.

Pois é, mas nem sempre isso é uma tarefa fácil não é mesmo?

Por isso, pequenos acordos entre o casal pode ser muito válido, como por exemplo, combinar que enquanto um fala o outro se compromete a escutar e depois o outro tem a oportunidade de falar e ser ouvido também.

Então comece a expor o que lhe causa insatisfação em seu relacionamento, mas também coloque todos os pontos que lhe causam satisfação.

A prática do diálogo talvez seja o exercício mais complicado na reconstrução de seu relacionamento.

Estudos demonstram que, muitos casais acabam se separando não por não se amarem o suficiente, mas por não conseguirem dialogar.

Se essa for a dificuldade de vocês, lembre-se que existem profissionais psicólogos preparados a ajudarem vocês a superarem esse momento de dificuldade.

Sexualidade e crises conjugais

Outra questão muito importante que deve ser avaliada, diz respeito à sexualidade do casal.

Você se sente realizado em sua vida sexual com seu parceiro(a)?

Geralmente o assunto da sexualidade ainda é um assunto considerado um tabu, e não é diferente na vida do casal.

Porém inúmeras brigas e discussões na vida de um casal pode ter sua origem em uma insatisfação no que diz respeito a sexualidade.

Leia também: 9 dicas infalíveis de como inovar no sexo. A dica 7 vai dar um UP!

Crises conjugais e disfunções sexuais

Você já ouviu falar em disfunção sexual?

Disfunção sexual refere-se à dificuldade que uma pessoa ou casal possa sentir em qualquer estágio da atividade sexual, incluindo desejo, excitação ou orgasmo.

Sabia que as disfunções sexuais também são responsáveis por boa parcela das insatisfações sexuais entre o casal?

Lembrando que as principais queixas do público masculino, refere-se a ejaculação precoce e ou impotência.

Já para o público feminino é muito frequente falta de desejo, dor durante a relação sexual com dificuldades na penetração.

A falta de desejo pode acometer tanto o público feminino como masculino.

Falta de desejo

Se você está passando por uma dessas ou outras dificuldades relacionados a sexualidade, é bem provável que essa situação esteja te incomodando, mas fique tranquilo vou te dar umas dicas.

Sabia que a maioria das disfunções sexuais é de origens psicológicas e tem profissionais psicólogos com especialização na área da sexualidade que podem te ajudar.

Também tem ótimos materiais escritos por profissionais que atuam nessa área.

Leia também: Sexólogo Online: Como funciona a terapia sexual online?

Ainda falando em sexualidade conjugal…

Procure responder essas perguntas com sinceridade para você mesmo:

Quais são suas fantasias sexuais?

Sua parceria tem conhecimento dessas? Ou você tem medo de compartilhar as suas fantasias?

Qual seria a reação dele ou dela se tomassem conhecimento de suas fantasias?

Falar das fantasias sexuais pode ser algo constrangedor quando o casal não tem muita intimidade, mas é de extrema importância do casal falar dessas.

Afinal, as fantasias em muitas situações podem ajudar a alimentar o desejo do casal, aumentar a cumplicidade e ser combustível que estava faltando para incendiar a paixão.

Fantasias no relacionamento

As fantasias sexuais em si não tem nada de certo ou errado, apenas precisam ser compreendidas e o que elas representam para cada um.

Algumas fantasias são ótimas para o casal enquanto fantasia, mas quando realizadas podem gerar desconforto para um ou ambos, por isso se faz necessário o casal conversar sobre esse assunto de forma franca e sincera.

O que tem a ver fantasias sexuais com crises conjugais?

Muitas crises conjugais se iniciam justamente porque um dos cônjuges não consegue expressar sua fantasia ao seu par.

Inúmeras são as consequências que podem ocorrer iniciando com mau humor, dificuldade em manter uma comunicação, e em casos frequentes procurar realizar a fantasia de forma extraconjugal.

Ainda existem aqueles casais que um dos cônjuges nem cogita dividir a sua fantasia com sua parceria, pois julga que certas vivências não se deve viver com a pessoa que se ama.

Acontece que cada um tem suas, fantasias e como se diz entre quatro paredes vale tudo, ops!!! TUDO, DESDE QUE OS ENVOLVIDOS ESTEJAM DISPOSTOS A CURTIR A BRINCADEIRA.

Leia também: 8 Jogos Sexuais para casais saírem da rotina

Infidelidades e crises conjugais

Falar sobre infidelidade ainda gera certo desconforto em muitas pessoas, mas estudos mostram que essa é uma prática muito frequente em nossa sociedade e por isso não podemos deixar de abordar esse tema.

Infidelidade e crises conjugais

Não sei como você se sente em ler sobre esse assunto, ou se está passando ou já passou por algumas crises em seu relacionamento em virtude de infidelidades.

Mas ao falarmos em infidelidades conjugais precisamos ter muito cuidado para não correr o risco de fazer pré-julgamentos.

Podemos começar a questionar o que é ser infiel?

Bem, só para essa pergunta pode ter inúmeras respostas. Mas uma dica importante é o casal definir quais atitudes se caracteriza como infidelidade para ambos.

Para não ocorrer que um dos cônjuges acreditar que isso é normal e o outro acreditar que a mesma atitude é traição.

Porque as pessoas são infiéis?

Essa é uma pergunta que talvez você já se tenha feito inúmeras vezes, porém acredito que jamais chegaremos a uma única resposta certa, pois seria necessário entender caso a caso e mesmo assim ainda é difícil chegar a um motivo exato, pois são inúmeras as motivações que levam as pessoas a serem infiéis.

Você já teve ter ouvido a seguinte frase: “Quem ama não trai”.

Bem, estudos mostram que amor e sexo podem andar juntos, mas também pode sim ter sexo sem amor e amor sem sexo.

Ou seja, essa frase quem ama não trai, merece uma análise muito mais ampla e não pode ser considerada como uma verdade absoluta, embora possa ser uma verdade para alguns relacionamentos.

Dicas para salvar um casamento

Se alguém fosse te perguntar: Você é fiel porque você escolheu ser fiel ou nunca sentiu atração ou desejo por alguém além de sua parceira?

Provavelmente a maioria vai responder por que é uma escolha e até podem apresentar vários valores para justificarem suas escolhas.

Pois bem, essa é uma questão importante a ser levado em consideração, os seres humanos não nascem monogâmicos, porém aqueles que mantém relação sexual apenas com uma pessoa, o fazem  por opção e não que seja essa uma característica de nossa natureza.

Essa explicação pode ajudar os casais a compreender melhor casos de infidelidade, pois acontece muitas vezes que um dos cônjuges é infiel e procura atribuir a culpa de sua atitude a sua parceria com frases do tipo:

“Eu te trai porque você não faz isso ou aquilo comigo… Eu te trai porque você… e assim continuam as intermináveis acusações.”

Lembrando que ninguém é responsável pela infidelidade a não ser ela mesma que escolheu ser infiel.

Leia também: Como perdoar uma traição?

Mas cada um pode se questionar o quanto contribuiu para que o outro fizesse essa escolha?

Você se sentiu atraído(a) tinha desejo por ele(a) no inicio da relação? Como era a satisfação sexual e como está sendo atualmente?

Tinha algum assunto que você nunca aceitou falar com seu cônjuge?

E assim podemos fazer várias perguntas que podem fazer vocês a entenderem que em uma infidelidade geralmente nunca apenas um é o culpado, claro que cada situação precisa ser avaliada caso a caso.

Mais uma vez o assunto infidelidade pode estar causando muitas crises conjugais, bem como muitas crises conjugais podem levar a uma infidelidade conjugal.

E se você estiver passando algo nesse sentido e não consegue resolver esse conflito com sua parceira, pode ser de grande valia ajuda de um profissional.

Salvando o seu relacionamento

Abordei sobre vários assuntos que geralmente acabam contribuindo para as crises conjugais.

Ter um melhor conhecimento desses assuntos pode facilitar o diálogo com seu cônjuge, e beneficiar a compreensão mutua.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre estes assuntos, não deixe de nos contatar.

Estamos aqui para ajudar você a salvar o seu relacionamento se esse for o desejo do casal.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(5 avaliações, média: 5,00 de 5)
Loading...
Show Full Content
Lorêncio Gilmar Urnau
Lorêncio Gilmar Urnau

Psicólogo. CRP 12/15655. Terapeuta Sexual. Pós graduado em Terapia Sexual pela UNISAL - Centro Universitário Salesiano de São Paulo.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

TPM: O Guia Completo

Close