1) Falta de beijos e preliminares

O beijo é um dos termômetros da relação (e é aquele beijo de língua, nada de bitoquinha), e deve ser usado para estimular o desejo e a excitação em todo o corpo, junto com a masturbação e o sexo oral, por exemplo.

Lembre disso no dia a dia, já que as preliminares duram do fim de uma relação sexual até o início da próxima!

2) Brigas e dificuldade de comunicação entre o casal

As pequenas brigas do dia a dia, as discussões e a falta de comunicação entre os casais prejudicam o sexo.

Quando um está chateado, ou com raiva do outro, é difícil se entregar e aproveitar a relação sexual.

Conversar é sempre a melhor solução.

3) Ansiedade e ansiedade de desempenho

A ansiedade costuma deixar a cabeça acelerada e trazer pensamentos futuros de “e se” e “será”, que atrapalham o sexo, tiram o foco do presente e do prazer, que é fundamental para a excitação.

A ansiedade do desempenho provoca o objetivo da “performance perfeita/ideal”, que está longe de existir.

Cada um tem gostos e prazeres diferentes, e todos estão sujeitos a falhas, já que a perfeição não existe.

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

4) Dor na hora da relação

Toda vez que sentimos dor, nosso cérebro tenta nos proteger.

No caso da dor na relação sexual, o cérebro tende a contrair a vagina cada vez mais para evitar incômodos, e se continuar a tentar a penetração mesmo com essa dor, isso pode inclusive diminuir o desejo a excitação com o tempo.

O segredo é caprichar nas preliminares e, em alguns casos, buscar ajuda de especialistas.

Leia também: 9 Causas de Dor na Relação Sexual

5) Quando o namoro não é prioridade do casal

O desejo na maioria das vezes não surge do nada, ele precisa ser provocado, este tipo de desejo é chamado de responsivo, ou seja, ele precisa ser estimulado para aparecer.

Para isso acontecer em um relacionamento é importante existirem momentos dedicados ao casal, com carinhos e atitudes que recuperem o desejo, sem deixar a relação cair na rotina.

Lembre-se de quando namorava, o que faziam que não fazem mais hoje, que tal voltar a experimentar?

Leia também:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(5 avaliações, média: 4,20 de 5)
Loading...
Show Full Content
Paula Napolitano
Paula Napolitano

Psicóloga clínica (CRP: 06/90349), Pós-graduada em Terapia Sexual pela Faculdade de Medicina do ABC – ISEXP. E pós-graduanda em Terapia cognitiva comportamental pelo CTCveda. Membro-pesquisadora e vice presidente do Cepcos (Centro de Estudos e Pesquisas em Comportamento e Sexualidade. Docente e palestrante em escolas, empresas/instituições e pós-graduações. Autora do livro: “Sexplicando: sexualidade sem mitos e tabus”. E co-autora dos livros: “ Diversidade e Sexualidade: para quem educa em casa, na escola, na empresa e a si mesmo” e “As minhas, as suas e as nossas sexualidades”. É autora do site www.paulanapolitano.com.br, onde publica conteúdos sobre sexualidade, saúde, diversidade, relacionamento e autoconhecimento. Também pública conteúdos educativos sobre essas áreas no Facebook, instagram e no YouTube. Participa como convidada em programas televisivos, além de colaborar com matérias e artigos em revistas, jornais e websites. Consultora de sexualidade na Rádio Jovem Pan, com participação quinzenal no programa Morning Show.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Autoestima para sair do armário

14 de agosto de 2015
Close