Você conhece alguém que esteja passando pela Andropausa? Acha que possa estar com esse problema? Simplesmente está curioso sobre o assunto?

Vou lhe ajudar esclarecendo muitas das suas dúvidas.

Tenho notado, principalmente no último ano, um aumento considerável de pacientes que me procuram no consultório para saber se estão com Andropausa.

A grande maioria me contou que viram reportagens na televisão ou leram sobre o assunto em revistas, jornais ou até na internet.

Leia também:

O que é Andropausa?

Baixa testosterona

O termo Andropausa, foi digamos assim, emprestado da expressão usada em mulheres, conhecida como menopausa. Mas para você homem, tem outro nome.

Na mulher esse período geralmente é acompanhado de uma queda da produção dos hormônios femininos e o fim da menstruação.

Como no homem não acontece nenhuma parada destes ciclos biológicos, andropausa por conseguinte não pode existir.

Nós médicos ao invés de Andropausa usamos o termo DAEM, que é a abreviação para um termo longo e complicado: Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino.

Ufa, só pra falar esse nomezão, dá para perder o fôlego.

Mas vai ficar fácil de entender, vou falar com você usando o nome DAEM, ok?

O que sente um homem na Andropausa, ou no DAEM (Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino)?

Com diminuição da produção de hormônios masculinos, principalmente a testosterona, que ocorre no envelhecimento de alguns homens, essa diminuição de testosterona, pode ocasionar uma série de problemas.

Principais sintomas dos homens com baixa testosterona:

  • Perda do desejo sexual
  • Dificuldade para obter ereção
  • Ondas de calor
  • Fraqueza
  • Cansaço
  • Insônia
  • Irritabilidade
  • Depressão

Isso mesmo, muitos homens diagnosticados com depressão tem na verdade é uma queda na taxa de testosterona.

Leia também:

É possível tratar sozinho?

Se você se identificou com esses sintomas, eu lhe recomendo, procure um urologista. Ele é o médico indicado para fazer o diagnóstico e prescrever o tratamento.

Ele irá lhe consultar, solicitar as dosagens hormonais que você precisa e avaliar se você tem indicação de repor a testosterona que é o tratamento para o DAEM.

Mas nunca faça reposição hormonal ou qualquer tratamento sem acompanhamento profissional, porque mexer com hormônios é algo sério.

O que você pode fazer?

Procure um urologista. Não vá inventar de querer fazer a reposição por conta própria, porque viu na internet, um amigo falou, leu em algum lugar, ou soube que alguém já fez.

Repor testosterona é uma coisa séria, exige um acompanhamento constante durante o tratamento e pode ter consequências negativas muito sérias.

Tratamento com injeção ou gel

Hoje os principais métodos de repor testosterona são através de injeções ou de gel cutâneo.

Seu médico irá discutir com você as vantagens e desvantagens de cada método para vocês decidirem em conjunto, qual o melhor formato de tratamento para você.

O importante é saber, que quando bem indicado, seguindo as recomendações e sendo acompanhando por um profissional que estudou pra isso, o tratamento traz uma melhora na qualidade de vida impressionante e até previne outros doenças.

Seja usando o termo conhecido como Andropausa, ou usando o termo como nós médicos usamos que chamamos de DAEM, tratamentos bem feitos e com dosagens certas de hormônios, previnem inclusive doenças como:

  • osteoporose
  • doenças do coração
  • envelhecimento precoce
  • entre outras.

MITOS em relação à Andropausa ou DAEM

Mitos da Andropausa

1) Igual às mulheres, todos os homens vão passar por isso no decorrer da vida.

Falso, muitos homens não vão apresentar diminuição importante dos seus hormônios, com o envelhecer, e mesmo alguns homens com hormônios baixos, podem não apresentar sintomas e, portanto, não precisam ser tratados.

2) Os tratamentos não são eficazes e os homens tem que se conformar que isso é uma situação inevitável da vida.

Não, isso está errado. os tratamentos são bem eficazes em melhorar os sintomas, repor o hormônio que falta e dar qualidade de vida.

3) O tratamento correto traz a “cura” do problema.

Infelizmente é um mito. O DAEM é uma doença crônica, como o Diabetes e hipertensão arterial. Uma vez que é necessário começar a repor o hormônio que falta, o tratamento é para a vida toda.

4) Os homens devem começar a usar testosterona antes de desenvolver o DAEM, para prevenir o problema.

Totalmente falso. Vou falar em letras garrafais. NÃO FAÇA ISSO.

Na verdade se você usar testosterona sem ter indicação para isso, você vai causar ou antecipar o quadro.

O que acontece, é que usando o hormônio seus testículos perdem o estímulo para produzirem o mesmo, e vão se atrofiar.

Nunca, nunca mesmo, uso hormônio masculino sem indicação médica.

5) Se eu começar a tratar o problema, meus amigos, familiares e conhecidos vão saber que estou usando testosterona.

Fique tranquilo, não há nenhum sinal aparente que indique isso. Você até pode aparentar estar melhor, mais jovem, com mais vigor, mas ninguém ficará sabendo que é por que está fazendo o tratamento para DAEM.

Se você se sente entrando em um período da vida que identifica como sendo a Andropausa, e sente que precisa de ajuda, nos procure, estamos aqui para lhe orientar da melhor forma, e com os avanços atualizados da ciência.

Cuide de você e da sua saúde.

Fontes:

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(8 avaliações, média: 4,75 de 5)
Loading...
Show Full Content
Roberto Emilio Manke

Médico pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). CRM/SC 10767. Residência em Cirurgia Geral pelo HRHDS - Joinville/SC. Residência em Urologia pelo Hospital Nossa Senhora Das Graças - Curitiba/PR. Médico urologista na Uroclínica Blumenau. Professor da disciplina de Urologia na Universidade Regional de Blumenau(FURB) - Blumenau/SC.

Comentários

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor na relação Sexual

Ejaculação Precoce

Orgasmo Feminino

Poder feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Não tenho desejo suficiente para manter o pênis ereto

Close