A ardência vaginal é algo mais comum do que se imagina.

Entretanto, muitas mulheres têm vergonha de falar sobre isso, e não procuram o profissional de saúde.

Muitas apelam para receitas caseiras, o que acaba prejudicando a saúde íntima.

Mas por que a vagina arde?

Por vários motivos, vou mostrar os principais:

1) Dermatite (assadura)

Suor e resíduos de urina e fezes podem provocar assaduras na região, o que dá a sensação de ardência, coceira e vermelhidão na área. Durante o período menstrual isso pode piorar devido ao uso do absorvente, que abafa a região.

2) Alergias

Papel higiênico (especialmente os perfumados), sabonetes, perfumes íntimos ou até mesmo o amaciante usado na roupa íntima podem causar alergias e irritações.

3) Infecções vaginais (vaginite ou vulvovaginite) e doenças sexualmente transmissíveis

Causadas por bactérias ou fungos, podem provocar coceira na região e ardência ao urinar e ter relações sexuais.

4) Urina muito forte (ácida)

Quando se bebe pouca água, a urina fica muito concentrada e irrita a uretra. Caso fique resíduos de urina nos pequenos lábios vaginais pode causar ardência. Observe a cor da sua urina: quanto mais amarela, menos água você está ingerindo e mais forte e concentrada a urina fica.

5) Vulvodínia

É uma disfunção sexual, pois impede a mulher de ter relação sexual e sentir prazer.

É caracterizada por uma dor em queimação na entrada da vagina.

Em alguns casos a mulher só sente dor durante a relação sexual, outras sentem dor até mesmo quando a roupa íntima encosta na região.

Deve ser tratada por profissionais como médico ginecologista e fisioterapeuta pélvico.

6) Vaginismo ou dispareunia

Vaginismo é quando não há possibilidade de penetração, como se a vagina “fechasse”. É uma contração tipo espasmo dos músculos perineais.

Já a dispareunia é o nome que damos para dor relacionada à relação sexual.

Ambas são disfunções sexuais, e podem dar a sensação de ardência vaginal durante tentativas de penetração vaginal (com pênis, absorventes externos, dedos, e outros objetos).

Olá! Eu sou o Dr. Bot, um assistente virtual e estou aqui para ajudar a esclarecer suas principais dúvidas!

De maneira anônima, converse com nosso robô que já ajudou milhares de pessoas a melhorar o sexo.

Qual das opções quer saber mais?

Leia também:

Como evitar ardência vaginal

Mantenha a higiene adequada

O ideal é tomar banho após evacuar, mas caso não seja possível pode-se usar lenços umedecidos próprios para à área.

Mas atenção: observe se o lenço umedecido não causará alergia. Durante o período menstrual a higiene deve ter maiores cuidados e a troca do absorvente deve ser regular.

Não lave a vagina por dentro, apenas na região externa

Duchas vaginais só podem ser utilizadas caso o médico tenha prescrito.

Não use protetores diários (protetor de calcinha)

Eles abafam a região e permitem crescimento de fungos e bactérias.

Evite roupas de tecidos sintéticos, que não permitem a pele respirar.

Troque a roupa suada assim que possível. Mantenha a região íntima seca.

Observe o tipo de sabão que você usa para lavar as roupas íntimas, e seque-as no sol.

Caso não seja possível secar no sol, passe com ferro (observe o tecido da roupa).

Após a relação sexual, urine

Isso limpa a uretra evitando infecções (mas não evita doenças sexualmente transmissíveis, pois não limpa a vagina, e sim a uretra)

Beba bastante água, assim a urina fica menos concentrada e irrita menos a região.

O que fazer quando minha vagina arder?

Qualquer alteração nessa região deve ser investigada!

Primeiramente procure o médico ginecologista, que irá avaliar condições clínicas, como inflamações, infecções e alergias.

Não tente receitas caseiras ou chás, pois você pode aliviar os sintomas e mascarar um problema grave, como por exemplo uma infecção.

Algumas receitas caseiras podem irritar ainda mais a região.

As disfunções sexuais como vulvodínia, dispareunia e vaginismo podem ser tratadas com outros profissionais, como o fisioterapeuta pélvico e psicólogo especializado em sexualidade.

O fisioterapeuta irá trabalhar diretamente na musculatura perineal e adjacentes. Já o psicólogo cuidará de todos os fatores psicológicos que podem estar causando essa sensação de ardência e dor.

O importante é buscar ajuda profissional.

Avalie esse post

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas(49 avaliações, média: 3,94 de 5)
Loading...
Show Full Content

Sobre o Autor Ver Posts

Bianca F. Herbe
Bianca F. Herbe

Fisioterapeuta Pélvica e Sexóloga. CREFITO-7 190.813-F. Membro da Associação Brasileira de Fisioterapia Pélvica (ABFP N° 0241). Certificada em Neopompoarismo Original (Gustavo Latorre), palestrante, docente de graduação e pós-graduação em Fisioterapia, e idealizadora da Belalua Loja Sensual Feminina.

Comentários

Controle sua Ejaculação

Desejo Sexual

Disfunção Erétil

Dor no Sexo

Libere Seu Poder

Orgasmo Feminino

Temas Gerais

Close

PRÓXIMO POST

Fechar

Conheça os Direitos Sexuais

31 de agosto de 2014
Close